A Casa da Música Boa - Clique e Ouça!

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

A última

Há menos de 5 horas do novo ano, passo por aqui pra deixar meu último registro neste ano onde muita coisa aconteceu na minha vida, tanto no pessoal quanto no profissional. Juro que tentei procurar coisas ruins que tenham acontecido em 2008, mas não consegui lembrar ou então foi tão irrelevante que nem merece ser lembrado. Minha passagem por aqui (ainda estou no trabalho aqui na SP3) não tem caráter de retrospectiva. Passo apenas para agradecer pela companhia de todos, até mesmo os que passam incógnitos por aqui, e dizer que vocês são muito importantes pra mim pelo simples fato de destinarem alguns minutos do dia pra ver o que esse vivente que veio lá de Santiago do Boqueirão deixou de registro. Um grande 2009 a todos e a que a gente possa continuar juntos, perto-ainda-que-distantes... FELIZ 2009! Cuidem-se e comportem-se!!!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Demorei...

Pois é, demorei, mas voltei...Fim de semana corrido, festa, sono atrasado, trabalho... Mas não esqueci dos meus visitantes, sempre tão importantes pra mim, aliás, dêem uma mãozinha aí porque se os acessos forem legais nas próxima 48, 50 horas, vamos bater o recorde de acessos. Não que isso vá mudar a história do mundo, se der deu, se não der, fica pra quando der. Hoje posto aqui uma mensagem recebida lá no e-mail da SP3, vinda de uma produtora. Não é nada inédito, longe disso, mas é uma coisa que tenho certeza vai servir pra fazer você pensar (e repensar) muitas coisas. Boa semana e bom fim de 2008 a todos. Amanhã a gente se vê...

Ter Asas...

Ter asas é Dançar na chuva...
É plantar uma árvore...
Ver a inocência nos olhos de uma criança... É ficar bem quietinho ao lado da pessoa amada...
É subir uma montanha...
É encontrar os amigos e não falar nada importante, Mas falar, falar muito...
É cantarolar uma música antiga ...
É arrumar as gavetas, e dar um monte de roupa para quem precisa...
É andar sem rumo, só por andar...
É falar sozinho...
É sorrir para aquele velhinho lá da praça...
É ficar sentado na cozinha, assistindo a mãe fazer bolo...
Ah ! Ter asas é raspar a panela de brigadeiro com os dedos
É brincar
É rir de si mesmo
É ter um lugar secreto bem lindo e fugir para lá de vez em quando
E ficar de bobeira...
É tomar um banho de cachoeira, nadar em um rio
Ir para a praia, se cobrir de areia e pegar jacaré
Ter asas é viver intensamente as coisas simples e belas
Do dia a dia...

Asas de águia e todos e grandes vôos pra todos nós

sábado, 27 de dezembro de 2008

... só passando!

Hoje a noite é da galera da SP3. Daqui a pouco estaremos nos reunindo no Bangalô pra fazer nossa festa de Reveillon. Minha passagem aqui, portanto, é breve, só mesmo pra marcar presença. O sábado foi puxado e está longe de terminar, mas o domingo vai ser um pouco mais light, aí sim, venho pra postar algo consistente. De qualquer forma, desejo a todos um ótimo final de semana e um final de ano show de bola. Aliás, amanhã eu continuo fazendo a contagem regressiva iniciada ontem. A gente se vê por aí!

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Faltam 5 dias...

Agora pouco vi um comercial na tv que anuncia o Ano Novo em 5 dias. PQP! A gente tá sempre falando que os dias estão passando depressa, mas na verdade nem nos damos por conta de quanto eles estão voando. Aí eu te pergunto: já parou pra analisar as coisas que fez, e, o mais importante, o que deixou de fazer neste ano que termina em pouco mais 100 horas? Confesso aos amigos que por aqui passam que ainda não parei para fazer essa avaliação. Ainda me restam 4 dias para tanto, e se não der, faço isso nos primeiros dias do ano, que prometem ser um pouco menos agitados que estes últimos dias. De uma forma geral eu posso dizer que gostaria de ter feito mais esporte (aquele na beira do gramado mesmo), talvez baixado mais músicas (se é que isso é possível)... Sobre as coisas que deixem de fazer, bom, isso requer um pouco mais de tempo e uma viagem interna mais profunda. Das boas coisas do 2008... bom, posso citar que me esforcei muito pra ser feliz (como diria o Faustão, tanto no pessoal quanto no profissional) e acho que consegui. Acredito também que consegui proporcionar bons momentos a todos que se aproximaram de mim por um motivo ou outro. O ano de 2008 também vai ficar marcado negativamente pela perda de uma das pessoas mais importantes da minha vida. A Dona Juracy, da qual nasci neto, mas me tornei filho desde os primeiros dias de vida, nos deixou em junho. E tenho certeza que não foi só minha vida que foi afetada por esta perda. O mais importante é que ela jamais vai ser esquecida e, onde quer que esteja, está olhando por todos nós, torcendo e fazendo o possível pra que tudo se encaminhe da melhor maneira possível.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Feriadinho...



Bom, como hoje é feriado e a inspiração tá meio lenta, resolvi resgatar uma música muito legal, que já publiquei um tempão atrás. Como dizem por aí, a audiência é rotativa né... então, vamos lá, faça valer à pena... bom feriado, quem sabe de noite eu volto, vai saber!

A LETRA TAÍ:
http://letras.terra.com.br/rub/775544/

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Aí está...

A véspera de Natal deste 2008 vai ser inesquecível... Contrariando todas as opiniões contrárias e a secação dos que não acreditavam na prometida tatuagem. No final da manhã de hoje eu "fui pro choque" e mandei ver a frase que narrei aqui no início da semana, como vocês podem conferir na foto. Tem mais histórias pra contar, mas fica prum outro post. O dia também foi de trabalho e compras (lógico!). Enquanto a famosa ceia não fica pronta, passo por aqui pra deseja a todos que diariamente passam por aqui, aos que passam lá de vez em quando ou quando dá. A todos fica o desejo de muita paz, muita luz, muito amor, muita prosperidade e, obviamente, saúde para que possamos correr atrás de tudo isso e praticar o bem sempre. Pode ter certeza, fazer o bem sempre será compensador. A oportunidade até me permite citar uma frase do Seu Carlos Domingos Piccoli, comandante da Rede Serrana de Comunicações, ao ver minha tatuagem pouco antes de eu deixar a produção da SP3 no final da tarde. "Einstein mudou o mundo, Hittler mudou o mundo... podemos mudar o mundo, depende do lado que escolhemos". Claro que eu disse a ele qual o meu lado, e todos que me conhecem são conhecedores. Sou do bem até o fim! Espero que possamos estar juntos, do mesmo lado e fazendo o bem por muito tempo. Feliz Natal a todos e até daqui a pouco...

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Segunda-feira, meio devagar...

O calor foi novamente insuportável hoje. Confesso que ele me trava um pouco, me abate e me daz render bem menos que normalmente, ou seja, a segunda-feira foi do tipo "quase parando". Até assunto pra post, que sempre sobra, hoje anda meio escasso. Estava a fim de falar sobre a nova campanha contra as mortes no trânsito, mas isso requer mais inspiração que a que tenho nesse momento. Alguém chegou sugerir que falasse sobre saudade. Tema deveras interessante, mas acho que vou guardar pra outra hora, quem sabe mais pro final da semana. Não que não sinta saudade, claro que sinto, afinal de contas tem muita gente que gosto que está a centenas de quilômetros de mim. Minha passagem por aqui, portanto, se resume a dar um boa noite a todos, desejar um excelente fim de dia e uma terça-feira show, ainda que comandada pelo calor que nos faz transpirar até o que não temos pra transpirar. Menos mal que a previsão diz que pode vir uma chuvinha pra amenizar. Ah! Aos que ainda duvidam da minha tatuagem, ainda não foi hoje que marquei, mas de amanhã não passa. Quero chegar no findi com a tattoo "no couro". Aos que continuam apostando no meu fracasso diante da agulhinha eu deixo meu recado: me aguardem!

domingo, 21 de dezembro de 2008

Se eu mudar, o mundo muda!

Calma gente! Antes de me apedrejarem e me acusarem de presunçoso, "achado" ou qualquer coisa do tipo, preciso explicar a razão do título escolhido. A frase, na verdade, vem do "cumpadi" Jota Junior e foi muito pronunciada e escrita de uns dias pra cá. Bela frase, que não significa que o mundo deve girar em torno de nós, mas, na minha modesta opinião, que as nossas mudanças - sejam internas ou à nossa volta - podem influenciar muita coisa. A frase marcou tanto que vai marcar definitivamente minha vida. Essa semana ela vai virar uma tatuagem (minha primeira) no braço esquerdo. A idéia da tattoo é antiga, já estive por fazê-la várias vezes, mas na hora "h" sempre acontecia algo. Os símbolos chineses que eu pretendia fazer e que significam Saúde, Amor e Prosperidade ficaram pra trás. Claro que para fazê-la eu tive que pedir autorização ao Jota (dono da frase ou pelo menos o maior divulgador dela). O pior é que o cara achava que eu não fazia a tattoo por medo da maquininha, acreditam. Na sexta-feira, estávamos nós e as respectivas degustando um bauru produzido pelo amigo-corneta Marcelo, da Cia do Bauru, quando fui desafiado. Ele disse que pagava se eu resolvesse fazer. Que tonto! Agora, além de pagar eu vou usar a frase que ele usaria na próxima tatuagem. Brincadeira!!! Negociei com ele, eu abria mão dele pagar a tatuagem se ele me liberasse a frase. Sabe como é, depois ter que passar o resto da vida com o Jota me dizendo que eu roubei a frase dele, nenhum ser humano merece. Ah, se der tudo certo, vou pro Pré-Reveillon da SP3 com a frase tatuada no braço e, claro, publico ela aqui pra vocês verem. Ótima semana a todos e até amanhã.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Quais as suas mudanças para 2009?

No post anterior falei sobre mudanças, sobre "botar o peito n'água" como disse o Celso Barp. A postagem rendeu comentários e até post no Blog do Jotinha. Teve gente, no caso da Letícia, que acabou postando dois comentários (bom para este blogueiro, afinal de contas a campanha por coment's está de vento em popa e 5 comentários é melhor que 4... hehehe). Bom, brincadeiras à parte, cá estou para lançar um desafio aos visitantes deste humilde blog. Que tal deixar aqui suas intenções para 2009? Que mudanças você pretende para o novo ano? Você está preparado para mudanças que possam ocorrer, por menores e menos intenças que sejam? E se não pretende mudar nada, como você espera lidar com mudanças inesperadas? O desafio está aí, lançado a todos, inclusive os que por aqui passam de forma anônima. Que tal pelo menos 10 manifestações diferentes? Que tal mudar e ao invés de passar por aqui de forma incógnita, deixar um registro que possa influenciar em outros registros, que possam influenciar outros, que possam influenciar outros... e assim por diante? Vamos lá, tô esperando!!!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Tudo pode mudar...

Antes mesmo de começar a escrever, preciso compartilhar com os visitantes que o tópico deve ficar um tanto extenso e, provavelmente, deva gerar noas postagens na mesma linha. Isto dito e isto posto, vamos ao que interessa.

Esse sugestivo título pode significar tantas coisas que poderia escrever sobre o mesmo assunto por semanas, quem sabe até meses, afinal de contas tudo na vida está sujeito a mudanças, mesmo onde elas pareçam improváveis. Falo isso de carteirinha. Em julho do ano passado, dias depois de completar 32 primaveras, recebi uma ligação (na verdade ela acabou se desdobrando em outras duas ou três) que me fez deixar um trabalho sólido, enraizado e bem visto para entrar num desafio em plena Serra Gaúcha. O convite para trabalhar na Viva (hoje Viva News) veio num momento em que tudo parecia estar no seu devido lugar, mesmo assim, topei o desafio e vim parar em Bento Gonçalves. Em três dias (do meu pedido de demissão à minha admissão na nova empresa) tudo mudou de verdade. De julho do ano passado até outubro deste ano aprendi muito, cresci muito e, acima de tudo, me dediquei muito à uma emissora que trouxe uma proposta ousada para a cidade. Acredito que fui bem sucedido até o dia 5 de outubro, quando encerramos a cobertura das eleições municipais. Poucas horas depois (5 ou 6 para ser mais preciso) estava eu iniciando um novo desafio. Da noite para o dia tudo mudou de novo. Na segunda-feira, dia 6, entrei para o time da SP3 (a FM da Rede Serrana em Bento). Mais um desafio, pois muita gente não acreditava mais no projeto. Uma nova realidade. Tudo novo e novos desafios. E lá estava eu, pronto pra brigar por uma outra causa, mudando hábitos, rotina e praticamente começando do zero, não fosse pelo fato de ter ao meu lado um velho amigo, o microfone. Dois meses e pouco depois me sinto gratificado. Me sinto feliz por fazer parte de um projeto vencedor em tão curto espaço de tempo e por ter colaborado para o sucesso dele. Sempre que me perguntam como estou eu digo sem pestanejar: "ótimo". Mas nem por isso eu digo que mudanças não são bem vindas. Até agora pude experimentar todos os tipos de mudança e posso dizer que nada mais me abala. Apesar de saber que hoje na SP3 não cabem mudanças (pelo menos não radicais), estou pronto para recebê-las, casos elas surjam, sem medo de ser feliz e certo de que as encararei como sempre fiz, de cabeça erguida e com muita disposição. Apesar de temê-las de algum modo, sei que sempre estarei pronto para encará-las, mesmo que algumas sejam mais fortes que eu e que, nesse caso, tenha que simplesmente aceitá-las. Como já diz o título deste post... tudo, mas tudo mesmo, pode mudar... Se as mudanças são necessárias, que venham então!

sábado, 13 de dezembro de 2008

Sábado à noite tudo pode mudar...

Calma gente!!! Nada está mudando radicalmente ou vai mudar hoje à noite... Só usei o título mesmo pra chamar a atenção. Me perdoem! Teria vários assuntos para esta postagem, mas preferi optar por um que me chamou a atenção nos últimos dois dias. Estou agora curtindo um show do One Republic na MTV (confesso que só conhecia uma música dos caras e o som é agradável... meio Coldplay). Antes disso, estava cuidando de umas coisas e de canto acompanhei a novela das 8 que começa as 9h15min. Não sou o Miguel DJ, que nem pisca por causa da novela, mas acompanhei de perto os últimos dois capítulos e confesso que por alto sempre sei o que rola porque a Ieda é noveleira inveterada. Nem vou entrar nos detalhes, apenas quero citar o exemplo de personagens bem conhecidos, não só de hoje, mas que ao longo do tempo vêm marcando nas telas. Fico p... da vida de ver como os maus elementos são tratados nas novelas. Ou eles passam do "lado negro da força" para o lado "paz e amor" ou então acabam com a vida de várias pessoas até "queimar no fogo do inferno" no capítulo final. Não gosto disso. Me irrita profundamente e aí está uma das causas de eu ter deixado de ver novelas há muito tempo. Apesar de não ser adepto, sei o efeito que a novela tem na vida das pessoas, por essa razão não acho correto supervalorizar personagens maus, que detonam a vida de pessoas sem preocupação alguma com as conseqüências. É sempre assim! Mil e uma atitudes nocivas para uma punição que nem sempre pode ser considerada punição de verdade. Há bandidos que vão parar no Caribe, na Europa, em lugar maravilhosos... Não que isso também não seja verdade. Sim, muita gente sem escrúpulo pratica o mau a vida toda e se dá bem no final, mas a novela pode ser diferente, a fórmula pode mudar de vez em quando, afinal de contas o povo gosta dos folhetins e vai olhar de qualquer forma. Então, porque não mostrar o bandido "levando choque" do começo ao fim? Por que não fazer o bandido sofrer pelo simples fato de que ele é mau e merece (perdoem o linguajar) "tomar no rabo"? Chega do mesmo! Chega de péssimos exemplos de impunidade! Desculpem o azedume e ótimo domingo a todos.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Por merecimento

Mesmo distante de Santiago, tenho procurado acompanhar de perto (ou o mais perto possível) os acontecimentos da "terrinha", em especial do esporte. Recentemente, conversando com o amigo Luciano, fundador do União Futebol Clube e atual comandante da Liga Santaguense de Futebol, para me atualizar sobre os bastidores. Além disso, o Luciano me garantiu que o União estava com sede de Copa A Razão e que iria com tudo em busca do tri. Na semana passada pedi a ele que me mandasse notícias sobre a grande decisão e, eis que fico sabendo: o União é tri da Copa A Razão. A maioria dos que hoje visitam o blog não faz idéia do que seja esta competição, então explico que ela é muito parecida com a Copa Nostra Itália, porém reunindo clubes amadores de toda a região central do estado. Competição acirrada, marcada por jogos muito pegados, tumultuados, cheios de adrenalina e até de violência. Jogar em Nova Palma, por exemplo, onde o União disputou a segunda partida da final, é um risco de vida coletivo assumido por jogadores, dirigentes e familiares-torcedores. Mesmo assim o alvinegro foi lá e buscou o caneco. Até onde sei o tricampeonato é algo inédito (ou era) dentro da Copa. Fico feliz e muito satisfeito. Primeiro porque já recebi a confirmação de que no final do ano vou ganhar uma camiseta de presente. Segundo, e principalmente por esse motivo, porque acompanhei esse time desde o nascimento até as principais glórias como o bi da A Razão e o inédito Municipal. Vi o Paulinho e o Luciano enfrentarem a "boca maldita" de muita gente e serem chamados de tudo, menos de desportistas. Nossa relação (principalmente a minha e do Luciano) nem sempre foi tão boa assim. Por pequenas coisas chegamos até ficar sem falar por um tempo, mas, felizmente, antes de deixar Santiago já estava tudo restabelecido e o Luciano foi um dos últimos amigos que vi antes de deixar Santiago. Aliás, foi ele quem me deu carona da rádio pra casa no dia em que viagem em definitivo para a Serra. Fico feliz por todos os amigos que por lá ficaram. Peninha, Miguel, Salário e tantos outros que seguem vestindo o preto e branco como segunda pele. Tenho certeza que a conquista foi merecida e que o título vai ajudar a cravar de vez o nome do UNIÃO FUTEBOL CLUBE na história do esporte santiaguense. Rumo à Segundona!!!! Grande abraço a todos aí e quem sabe em breve a gente não se encontra por aí...

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Repercussão inesperada

Fiquei surpreso (e também honrado, confesso) quando logo cedo recebi uma ligação do enólogo, comentarista e amigo Jovino Nolasco de Souza. Ligou pra minha casa logo cedo para saber se eu lhe permitiria usar o texto que publiquei aqui recentemente sobre a decoração de natal do centro da cidade. Óbvio que eu disse a ele que nem precisaria ter ligado, porém, me explicou ele que é praxe consultar as pessoas que ele envolve em seus comentários diários na Viva News. Claro que autorizei, ainda que surpreso com a repercussão e sabendo que só o fato de ser citado pelo Jovino já levaria muitas pessoas a comentarem o que escrevi aqui, além de visitar o blog para entender o contexto daquilo que escrevi. Repercussão inesperada e uma honra ao mesmo tempo. Amanhã publico o comentário do Jovino, pois hoje não trouxe pra casa a foto da decoração que, além de tudo é essencial para a montagem que me permite postar áudios aqui. Como diria o Jovino, até lá... e boa sorte!!!

Ah, desde hoje disponibilizo lá nos "meus favoritos" o site do Jovino e o blog do colega José Luiz "Lobão". Acessem lá e ampliem nosso rede de comunicação. Tenho certeza que todos os blogs e sites aqui recomendados acrescestam algo de bom ao nosso dia-a-dia.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

O banner da campanha





A campanha já havia sido lançada na semana passada. Agora, o "Faça um Blogueiro Feliz: Comente!" entra em sua segunda fase. Auxiliado pelo amigo e colega blogueiro, Gabriel Lain, estou disponibilizando aqui três opções de banner para ilustrar a campanha. Antes de dispinibilizá-lo, porém, tenho que acreditar pelos comentários deixados desde o lançamento do projeto que tem o objetivo de nos fazer um pouco mais alegres, afinal de contas, a sensação de receber um aviso de que alguém comentou no blog é uma sensação inesquecível. Mas quero mais (e falo pelos outros blogueiros que fazem parte da campanha). Bom, as opções estão aí. Deixe seu voto, através de comentário, lógico, e vamos ver qual banner ilustrará esta campanha social que promete abalar o mundo blogueiro.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Caloooorrrrrrrr

Os últimos dois dias foram "violentos". Muito calor (33 graus pra Serra é forte), gente nas ruas, uma loucura... Hoje até caiu uma chuva pra dar amenizada, mas o calor continua "pressionante". Mesmo assim não deixei de passar por aqui pra dar um "olá" a todos. Assuntos, bom os mais variados possíveis. Claro que não pretendo tratar de tudo agora, pois mais tarde pode faltar assunto né!? Então, vamos lá...

Hernanes melhor do Brasileirão! Acham mesmo que devo me pronunciar a respeito? Só pra constar, o melhor jogador da competição foi o Alex. Discordantes ou concordantes, suas opiniões serão bem vindas.

E a decoração do centro da cidade hein!? Em tempos de "clean", de limpo, simples, prático, a administração de Bento investe em algo espalhafatoso, contrário a todas essas tendências, sem graça e, principalmente, cafona, muito cafona. Ô coisa desinteressante. Só consigo olhar pra tudo que foi feito com olhar crítico. E olha que sou esforçado. Sempre que posso, tento ver o lado positivo de tudo. Desta vez não deu. Aliás, que fácil que é esconder o chafariz da Via del Vino. É só dar previsão de chuva (e só estou usando isso como referência) que ele é desligado ou coberto por um palco de madeira, tão sem graça quanto quem mandou cobri-lo. Não entendo essas coisas e acho que vou morrer velho sem entender.

Por fim, gostaria de registrar aqui (apesar de ela não gostar dessas coisas) a passagem de mais um aniversário da (como diria o cumpadi Jota) pequena-grande mulher Ieda Beltrão. É mais uma primavera completada por esta figura rara, apaixonada pela vida e com uma visão de mundo rara em seres humanos comuns. Todas as palavras que eu procurar para definir a Ieda (também conhecida aqui como "quem manda na casa") serão poucas, até por que tem horas que ela é mesmo indefinível. Uma mulher forte, convicta (cabeça dura as vezes)... admirável. Parabéns "pequena"!!! Que a felicidade esteja conosco sempre.

Ah, minha cumade Desirê também faz festa hoje (espero ser convidado). A ela, o desejo de muita força pra superar os percalsos e, claro, muita paciência pra continuar aguentando o cara que ela escolheu pra envelhecer junto (ô mau gosto...).

domingo, 7 de dezembro de 2008

Deu a lógica

Quando o campeonato brasileiro começou o Grêmio era candidato à brigar pra não cair. Desclassificado prematuramente do Gauchão, obrigado a fazer amistosos contra o Ivoti e outras humilhações do gênero. Logo na estréia, a pressão era evidente. Se perdesse para o São Paulo, atual bi-campeão nacional, no Morumbi, Celso Roth perderia o cargo. De lá para cá (10 de maio) muita coisa aconteceu. O Grêmio fez uma campanha extraordinária no primeiro turno, chegou a sonhar com o título e até fez por merecer a taça, isso até o segundo turno começar. Logo depois de vencer o São Paulo pela segunda vez no mesmo campeonato, o time da Azenha passou a tropeçar com freqüência, perdeu o pique e a regularidade e, ainda assim seguiu na ponta, com chances de conquistar o título. A lógica, no entanto, aos poucos foi se chegando, foi tomando contá, até que, na reta final se sobrepôs a tudo. A lógica era o São Paulo campeão. Time que investe, que banca jogadores que a maioria não bancaria, que contrata, que ousa e que tem um dos treinadores mais competentes do país. No final a lógica prevaleceu. O que fica de bom para o torcedor gremista é que aquele time desacreditado foi longe o suficiente para fazê-lo sonhar. O time que poderia estar lutando pra não cair fez seu torcedor sorrir e chorar, fez ele lotar o Olímpico e viajar o Brasil atrás do sonho do tri e faz ele sonhar com uma grande campanha na Libertadores do ano que vem. A lógica desta vez não esteve do lado gremista, mesmo assim, não há motivos para baixar a cabeça e lamentar. Saudações aos gremistas. E aos colorados também, afinal de contas, a "secadinha básica" funcionou. Boa semana a todos!

Domingo, devagar... quase parando

O domingo amanheceu bonito, sol brilhante e temperatura agradável. Bom pra fazer tantas coisas (ou deixar de fazê-las também). Domingo de decisão no Campeonato Brasileiro, de Hot Rock a partir das 21h na SP3... domingo. Não estou, digamos, com toda essa inspiração e nem disposto a frazer previsões sobre a derradeira rodada do campeonato brasileiro. Aproveito pra colocar as coisas em ordem então...

Em primeiro lugar, obrigado aos visitantes que nos últimos dias atendeream ao apelo deste blogueiro na campanha lançada semana passada por "comentários que deixam os blogueiros felizes". A campanha lançada pelo Jota em seu blog teve além da minha adesão, a do Gabriel Lain, que, inclusive, está providenciado uma logo da campanha para estampar nossos blogs. Continuo em campanha, apesar de estar satisfeito com o número de "coments" recebidos desde a reclamação pública que fiz. Fiquei feliz também de saber que a nova modalidade proporcionada aos que por aqui passam também gerou bons frutos. Os SEGUIDORES já estão "metendo a cara" no topo da página. A primeira a se registrar (com direito a comentário reivindicando o presente prometido na postagem) foi a Lety. Ela faz parte, se é que podemos dizer assim, da nova geração de visitantes e tem marcado presença, inclusive nos comentários. Põe a cara aí gente!!!

Sobre o Brasileirão e sua rodada final, decisiva e empolgante, um palpitezinho básico. Grêmio 1x0 Atlético-MG, Goiás 1x0 São Paulo. O resto é grito, como se diz no jogo de truco. Aliás, desde cedo estou vestindo minha camiseta do Goiás, presente do amigo de Copa Santiago, Luiz Veiga. No fim da tarde eu volto pra comentar os resultados e tudo mais que aparecer nesse meio tempo. Bom domingo a todos.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Tamo na área!!!

Pois é. Como dizem por aí, o choro é válido. Bastou eu reclamar da falta de comentários que logo surgiram três. Dois no próprio post e outro num post um pouco mais antigo. Agradeço ao Cumpadi Jota, ao Miguel DJ e à Letícia pela visita e, claro, pelas mensagens deixadas. Mas o choro continua. Não basta um comentário aqui, outro ali... Quero ver a turma que visita o blog deixando seus recados. Mãos à obra.

A partir de hoje também, tem um mecanismo novo aí que nem eu ainda sei trabalhar direito. É um espaço para os seguidores. Uma espécie de livro de visitas que está à disposição para quem achar interessante deixar o registro da passagem por aqui. Deixo a responsabilidade na mão de vocês, por que, confesso, ainda não peguei a manha da coisa. Quem sabe o primeiro a se registrar não ganha um presentinho deste blogueiro!?

Pra fechar, saudações aos amigos colorados que ainda estão em estado de êxtase depois de mais uma conquista internacional. Ainda que na corneta tentem desvalorizar a competição, o título é mais que merecida, pois a direção fez a opção por valorizar a competição desde o começo. Enquanto outros fizeram pouco caso da Copa Sul-Americana, o Inter foi lá e papou mais um troféu, projeção e um tanto mais de dinheiro no bolso. Parabéns a todos "amigos vermelhos".

Ah, não posso esquecer de desejar toda sorte do mundo ao amigo Luciano e toda a turma do União Futebol Clube, que tá no caminho do tri da Copa A Razão. É assim que se faz! Enquanto uns falam, outros agem.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Feito!!!!!!!!!

Estava dando uma passada pelo blog e reparando na ausência de comentários. Sei que muita gente passa por aqui todos os dias, porém prefere passar "batido". Por discrição ou por preguiça mesmo. Bom, não vem ao caso. O fato é que no momento seguinte fui dar uma olhada nos blogs parceiros e (além de reparar que alguns de meus companheiros continuam devendo postagens) dei de cara com a campanha lançada pelo Jotinha: "Faça um Blogueiro Feliz: Comente!". Quem deixa de comentar, ainda que tenha opinião sobre o assunto, não tem noção do quando é importante receber uma notificação de que alguém deixou um comentário. É um prazer inenarrável mesmo. Ainda que seja coisa simples. Portanto, manda ver aí, deixa um comentário pra gente trocar uma idéia. Vamo!!! Se mexe, pô!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Só pra descontrair um pouco

Segunda-feira... o dia foi pesado, muita correria e, como conseqüência, falta total de inspiração. Daria pra dizer que estou "fora de rota". Pra não perder o hábito, posto aqui uma daquelas fotos que circulam pela net todos os dias. Alguém disse até que o cachorro aí é gremista e tá pronto pra batalha de domingo. Pronto pra briga ele tá. Bom fim de segunda e uma excelente semana a todos.

domingo, 30 de novembro de 2008

Tudo pro final

Já não cabem mais avaliações sobre pontos perdidos aqui ou ali, resultados que poderiam ter sido diferentes, apenas dizer que o Brasileirão vai ter uma das rodadas mais eletrizantes de sua história no próximo domingo. A partir das 5 da tarde tudo pode acontecer. O São Paulo só depende dele pra ficar com a taça. O Grêmio precisa vencer e torcer pelo Goiás. Um empate já serve ao tricolor gaúcho. Vai ser de tirar o chapéu. Emoção não vai faltar do início ao fim. Com todos os jogos no mesmo horário então... O torcedor do Grêmio, que já estava se contentando com a vaga na Libertadores, ressurge da cinza e já pode comemorar o vice-campeonato. Dizem que vice não vale muito (pelo menos não no Brasil), mas numa circunstância destas, com um campeonato tão equilibrado, merece festa sim, ainda que a comemoração possa ter um tom de decepção, pela campanha feita no primeiro turno e pela alimentação do sonho de título. A semana vai ser quente. Muitas discussões, muita provocação, principalmente se o Inter confirmar o título da Sul-Americanca. Clima bom pro futebol gaúcho. Já pensaram a dupla comemorando dois títulos desse quilate na mesma semana? A imprensa do centro do país iria pedir férias coletivas. Quem sabe, mas até lá - até domingo - ficaremos todos na expectativa. Boa semana a todos.

sábado, 29 de novembro de 2008

Falta jeito

Sem nenhum tipo de modéstia, salvo dias em que não estou a fim de levar desaforo pra casa, sou sempre educado e atencioso (ou pelo menos tento ser) com todas as pessoas com quem converso ou simplesmente faço contato. Talvez por isso, quando não sinta isso nas pessoas, fique tão chateado e a fim de lançar uns desaforos. Falo isso porque hoje à tarde eu e a Dona Patroa fomos conhecer o novo e recém inagurado mercado de Bento. Bonito, amplo, moderno, sortido (sortido é ótimo!) e cheio de boas ofertas, o mercado tem uma semelhança com a maioria de outros estabelecimentos de Bento - e de outras cidades também -. O despreparo de algumas pessoas, a falta de trato para lidar com o público estão presentes lá também. Pessoas impacientes, algumas nitidamente de mal com a vida até... Acreditam que a menina do caixa dizia na minha frente e dos demais clientes na fila que havia feito compras no mercado concorrente pela manhã, enquanto sua companheira se queixava das horas extras já no terceiro dia de trabalho? O que eu tenho a ver com isso? Cito esse pequeno exemplo entre tantos outros que percebi ao longe de uns 40 minutos no mercado (15 deles na fila). Rotina, diriam uns... Falta de tato, digo eu. Se não sabe lidar com o público, fica em casa vendo a novela. Não sei vocês, amigos leitores, mas eu sou assim. Se não for bem atendido ou mal-tratado em algum lugar, não volto lá, de jeito nenhum. Tem uma sorveteria de um shopping aí que não vai receber minha visita tão cedo pelo simples fato de não atender bem e não respeitar o cliente. Não que eles estejam perdendo muito e nem eu estou me achando o consumidor mais doce do mundo, mas respeito é o mínimo que devo exigir enquanto consumidor. Bom, no mercado ainda volto! Não sou tão radical assim. Entendo que o começo é complicado e respeito as dificuldades vividas por todos. A repetição sim, essa me manda pra bem longe. Pra finalizar, "quatrocentas gramas" dói. Locutor que anuncia cerveja "budiveiser" (assim mesmo, não bãduaiser, como seria correto) precisa no mínimo de umas aulinhas de inglês. Também dá pra melhorar nesse sentido, sem muito esforço. Bom domingo a todos e até daqui a pouco. Volto prqa falar de futebol, lógico.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Só mais um passo bem pequeno

A vitória colorada ontem à noite foi um passo e tanto para a conquista da Sul-Americana. Arrisco dizer que a taça, quando chegar a Porto Alegre, já pode ser deixada em definitivo no Beira-Rio. Levar gol daquele time do Estudiantes, só se o Tite colocar a própria defesa pra chutar contra o gol do Lauro. Claro que o futebol, como dizia o velho filósofo, é uma caixinha de surpresas. O time argentino que jogou pouco ou quase nada em La Plata, pode surpreender sim, até porque joga sem responsabilidade, mesmo tendo que reverter a vantagem vermelha. Pena, para os colorados, é que a conquista não vai valer o que se anunciou uma ou duas semanas atrás - a vaga na Libertadores -. Beira-Rio lotado, festa, prenúncio de um final de ano feliz para o Inter, enquanto o Grêmio, que esteve tão próximo de conquistar o Brasileirão, vai ter que brigar pra se garantir entre os 4 melhores e jogar a Libertadores em 2009. E a corneta comendo solta... A menos que o tricolor supere o outro tricolor, que também está com a mão no caneco.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Boas vindas

Passo por aqui (vejam a hora aí embaixo) pra registrar a chegada a este mundo - dos blogs, claro - do mais novo blogueiro de Bento Gonçalves. Trata-se do meu cumpadi Jota Junior. Colega de Viva News e agora de SP3, mas acima de tudo um grande amigo que tive que aprender a lidar (certo, ele também teve aprender a lidar comigo). Parceiro de grandes idéias, e de outras sem pé e sem cabeça, o Jota (ou José Antonio Jacintho Teles Junior) até nem demorou tanto pra colocar o blog em funcionamento. Confesso que quando falamos sobre o assunto eu fiz uma previsão de 12 ou 13 anos... Bom, que beleza que demorou menos tempo que minha previsão altamente positivista. Brincadeiras à parte, torço pelo sucesso do novo empreendimento do cara (vai ter que suar pra me superar né cumpadi, mas não desiste, certo!?) e indico uma visita diária ao www.meupequenograndeblog.blogspot.com. Claro que se não quiserem digitar tudo isso, simplesmente utilizem o ACESSA AÍ que fica lá no rodapé deste blog. Aliás, só o fato de constar nessa lista já é um sinal de que ele tem qualidade. Não colocaria os amigos em roubada. Pode ir com fé. Sorte Jotinha!!!

domingo, 23 de novembro de 2008

O sonho acabou?

Se levarmos em consideração os resultados da rodada de hoje do Brasileirão até dá pra dizer que o Grêmio pode comemorar. Peraí, não tô maluco não! A derrota do Flamengo praticamente garante o tricolor na Libertadores do ano que vem. É um consolo para quem até o início da segunda etapa no Barradão só dependeria de si para conquistar o título nacional. Aí que se concentra o problema: depender de si. O Grêmio está deixando o título brasileiro escapar por pura incompetência, por depender apenas dele e não ter competência para administrar 11, 12 pontos de vantagem para o São Paulo. No início do returno era assim. O fim do primeiro turno mostrava um campeonato à feição do Grêmio, daquele Grêmio do primeiro turno. O problema é que o gás tricolor acabou ali e, mesmo ajudado por inúmeros resultados paralelos o tricolor não deslanchou, não conseguiu se manter na ponta. Os mesmos resultados paralelos ainda o mantinham vivo, firme e forte na luta pelo título. Hoje, porém, o Grêmio passa a respirar por aparelhos, sujeito à uma eutanásia no próximo fim de semana. Pior de tudo, para frustração do torcedor gremista, é que ele próprio está desligando os aparelhos. É por sua única e exclusiva culpa que o time da Azenha vai ter que se contentar, no máximo, com o vice-campeonato. O consolo? Voltar à Libertadores no centenário do rival que, supostamente vai ficar de fora. Pra quem entrou no campeonato pra não ser rebaixado, lucro imenso. O sonho ainda não acabou, mas está a um estaalar de dedos do fim.

Mano a mano

Nada de dupla sertaneja, o assunto aqui hoje é futebol e, claro, a reta final do Brasielirão mais empolgante da era "pontos corridos". Os resultados de hoje podem, definitivamente, apontar uma briga "mano a mano" pelo troféu mais cobiçado do futebol tupiniquim. Fácil. Empate entre Flamengo e Cruzeiro elimina os dois da briga. Vitória do São Paulo mata também o Palmeiras, já que o time do Muricy iria a 71 pontos e não poderia mais ser alcançado por nenhum dos três. O único que ainda pode ameaçar, e pra isso precisa vencer no Barradão logo mais, é o Grêmio. Um derrota do time gaúcho seria como entregarno troféu ao tricolor do Morumbi. Com 5 pontos de vantagem e só 6 a serem disputados, a situação, se não garante o título, pelo menos tornaria tudo muito cômodo. Um empate e tudo se resolveria. Se o São Paulo perder, aí sim o bicho pega. Com uma vitória do Grêmio a coisa esquenta. Se o Flamengo também vencer, aí então, nem se fala. Com 6 pontos em disputa a diferença do 1º para o 3º colocado seria de apenas 3 pontos, ou seja, com uma boa combinação de resultados poderíamos chegar à última rodada com três clubes empatados com 69. Por essas e outras que hoje à tarde não tem como ficar alheio. Como diria aquele velho filósofo (adaptando à situação, claro) só não acompanhada o Brasileirão quem já morreu.

sábado, 22 de novembro de 2008

Encerrando a série...

Nessa semana corrida aproveitei para trocar uma idéia sobre música com os visitantes. Se não extamente trocar uma idéia, deixar aqui minha opinião sobre as coisas que ando ouvindo. Não estou "mais mole", como algumas pessoas até sugeriram. Continuo sendo o mesmo roqueiro de sempre, mas também continuo o mesmo eclético de sempre. Pra fechar a série de belas cantoras norte-americanas com talento, deixo aí um clipe da Rihanna, que na verdade nasceu em Barbados e não nos Estados Unidos, mas que também faz parte da potente indústria produtora de sucessos. Amanhã falamos de futebol, certo?

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Com diria Lulu...

Pra abrir este post vou usar duas frases bem conhecidas. Uma delas e um ditado popular: em time que tá ganhando, não se mexe. Muito bem, isso explica o vídeo que posto logo a seguir. Uma das vozes que não citei no post de ontem, mas que faz parte do time de novos talentos é a Jordin Sparks. Então, parafraseando Lulu Santos, aí vai "apenas mais uma de amor". Ah, tem outra música da moça que vale uma passada pelo you tube, chama "tattoo. Valeu!!! Bom fim de semana a todos.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Sejam bem vindos!!!

Antes de mais nada, gostaria de agradecer aos novos visitantes e dizer que, se gostaram do que viram, obviamente, estão convidados a voltar sempre. Ah, quando quiserem deixar comentários aí embaixo, à vontade! Hoje resolvi falar sobre um assunto que não tenho explorado muito nos útlimos tempos, a música. O período tem sido de aprendizado, de recuperar coisas que não ouvia há tempos e de, de forma mais crítica, ouvir as novas tendências. Sempre fui muito eclético e pronto a ouvir tudo. Tudo que tenha qualidade, claro. Sendo bem pop, como se diz, tenho observado o surgimento de novas vozes femininas, principalmente vindo de fora (sem menosprezo às cantoras brasileiras, mas a renovação por aqui anda meio acanhada). Colbie Caillat, Rihanna, Beyoncé, até mesmo a Fergie, que parecia mais um produto da esperta indústria fonográfica norte-americana, vem demonstrando qualidade. Quem me conhece como roqueiro vai achar que estou surtando, mas, como uam de minhas tarefas hoje é "abrir os ouvidos" pra tudo, acho interessante dividir isso com os visitantes deste espaço. Esse clipe já postei por aqui uma vez, mas, como tudo que é bom merece pelo menos uma reprise (fui profético agora), lá vai de novo. Até porque, essa Colbie Caillat (se pronuncia Cailê) é um pedaço de mau caminho. Pra quem quiser, logo abaixo segue o link para acompanhar a tradução. Uma dica, assista o vídeo, depois ouça acompanhando a letra e, por fim, ouça acompanhando a tradução. Perde-se um tempinho, mas tá na hora de dar uma diminuída no ritmo, não acham!? Boa degustação!!!



A letra:
http://letras.terra.com.br/colbie-caillat/907183/

A tradução:
http://letras.terra.com.br/colbie-caillat/951292/

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Navegando...

Hoje tava meio preguiçoso pra postar, sou obrigado a confessar. Tava quase trocando a postagem por uma boa navegada no orkut, mas acabei passando por aqui pra deixar meu recado. Tô me preparando pra acordar cedo, porque amanhã assumo temporariamente as pick-ups da SP3 das 6 às 9 da manhã, enquanto o cumpadi Jota tira suas merecidas férias, mas aquela navegada básica sempre rola. Hoje por exemplo, tava dando uma visitas numas comunidades (claro que não vou dizer de quem né!?) e, de novo, fiquei impressionado com o que se pode encontrar. Tem comunidade pra tudo. Interessante é que através das comunidades você pode saber algo mais sobre uma pessoa. Alguém que você conhece muito pouco ou quase nada pode se tornar muito familiar em poucas navegadas. Não é à toa que muitos chefes estão contratanto funcionários após dar uma olhada em suas comunidades. Isso me fez, inclusive, repensar algumas das minhas escolhas. Não pretendo fazer isso hoje, claro, porque tô muito cansado, mas aos poucos vou dar uma repassada. Algumas "comus", como são conhecidas, têm muito a ver com certo momento da vida e pode se tornar defasadas de ontem pra hoje. Vejam bem, não estou dizendo que me arrependi de ter entrado nessa ou naquela comunidade, mas depois de uma revisão profunda (ou nem tão profunda assim) pode ser que algumas delas desapareçam, assim como, passada essa fase de maior correria, pretendo dedicar um tempo às novas "comus". Aliás, se alguém tiver alguma pra me sugerir, estou aberto a sugestões e prometo estudar bem as propostas... hehehe

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Há quem ache que tem que ser diferente

Ainda hoje há quem defenda mudanças no Brasileirão. Mesmo com um campeonato indefinido há três rodadas do fim, existe muita gente que defenda o fim da disputa por pontos corridos. Em duas, três semanas no máximo, vamos saber quem será o novo campeão brasileiro. E, ao que tudo indica, a definição só chegará na rodada final. Os dois pontos que hoje separam o líder São Paulo e o vice Grêmio podem não existir no final da próxima rodada, assim como a diferença pode aumentar. O Flamengo, que já foi excluído das chances de título por conta de maus resultados, está de volta à briga (com menos chances que os dois primeiros, mas ainda com chances). Para Cruzeiro e Palmeiras... Bom, para esses a coisa está bem mais complicada. Só uma combinação improvável os dará a chance de continuar sonhando. A Libertadores já seria lucro a esta altura do campeonato. Na ponta de baixo também, a disputa para permanecer na elite está acirrada. Acho que a vida do Vasco está competitiva, como diria aquele narrador. As vagas na Sul-Americana do ano que vem também estão "peleadas" até o último suspiro. Com todas essas perspectivas para a reta final do Brasileirão, você que defende o fim dos pontos corridos e a volta do mata-mata nas fases decisivas, mantém sua opinião. Se mantém, muito bem, você tem suas convicções e as defende até debaixo d'água, mas que a disputa por pontos corridos é mais atraente, ah isso é!!!

domingo, 16 de novembro de 2008

Não foi desta vez

Pois é, ainda não foi desta vez que o futsal de Santiago entrou para o G4 gaúcho. A derrota em dose dupla sofrida ontem à noite em Canoas apenas confirmou a força do que o grande investimento é capaz. Com um time mais experiente e mais bem preparado, recém vindo de uma fase final de Liga Nacional, a Ulbra se impôs e ficou com a vaga. O natural aconteceu: os quatro clubes classificados às semifinais são grandes do futsal gaúcho e disputam a Liga sempre com possibilidade de título. Infelizmente o nosso Santiago Futsal pecou em momentos fundamentais do jogo e cometeu erros individuais (alguns até inocentes). Em alguns momentos também, jogou como gente grande e esteve mais perto da vaga que o time de Canoas. A derrota não dói tanto porque o time foi guerreiro e pelo resultado obtido no geral. O time de Santiago só ficou atrás dos 5 que disputam a Liga Nacional, ou seja, dentre os considerados "pequenos" é o melhor do estado. Competir de igual pra igual com "gigantes" sem os altos investimentos da concorrência já faz do Santiago Futsal um potencial "grande" para as temporadas seguintes. Quem sabe a excelente campanha deste ano não serve para puxar pra Santiago um grande patrocinador. Um investidor que permita a contratação de um ou dois atletas de ponta. Isso, aliado à manutenção de alguns jovens jogadores e (tarefa complicada) do técnico Sandro Colvero pode significar a possibilidade até de brigar pelo título para breve. Tá! Como diria John Lennon, você pode me chamar de sonhador, mas não sou o único. Independente do que vem por aí, me sinto orgulhoso e encho a boca pra dizer que sou torcedor do Santiago Futsal. Valeu pessoal!!! Ano que vem tem mais.

sábado, 15 de novembro de 2008

Dia pra ficar na história

O dia de hoje tem tudo pra ficar na história. Logo mais, as 20h30min, o Santiago Futsal entra em quadra diante da toda poderosa Ulbra, em Canoas, para disputar uma vaga entre os quatro melhores clubes de futsal do estado. E esta conquista está longe de parecer impossível. Com a vitória por 5x2 no sábado passado, o time comandado pelo competente Sandro Colvero joga por um empate para ficar com a vaga. Não que isso seja tarefa fácil, mas uma vantagem assim diante de uma equipe que figura no G4 nacional não pode ser ignorada. Há poucos instantes conversei com o Sandro pelo telefone, desejando boa sorte e confirmando que estarei grudado na frente da tv, torcendo como nunca (ou como sempre, seria mais correto). Me disse ele que é preciso ter paciência e manter o equilíbrio. É isso aí, professor! Parece que a hora do futsal de Santiago finalmente chegou. Todo o esforço feito ao longo dos últimos anos, criticado por gente invejosa e sem competência pra fazer melhor, pode ser recompensado hoje. Mesmo que hoje seja apenas mais uma etapa a ser vencida (na fase seguinte pode vir a ACBF), a conquista merece comemoração. E mesmo que ela não venha, mesmo que o poderio financeiro da hoje falida Ulbra seja suficiente para reverter a vantagem conquistada lá no Boqueirão, o time será vitorioso e lembrado pela bravura, pela raça que sempre demonstrou e que serão demonstradas hoje, em cada segundo desta batalha. Definitivamente Santiago está no top do futsal gaúcho. Força!!!

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Aconteceu de novo

Que o preconceito racial está presente nos quatro cantos do mundo, em alguns lugares mais em outros menos intensos, isso é de domínio público. O que não se pode tolerar é que autoridades sejam coniventes com tais atos. O Alfredo Jaconi, estádio do Juventude, vem se tornando palco de atos explícitos de discriminação. No jogo diante do Corinthians aconteceu de novo. A vítima foi o goleiro Felipe. Em outros tempos foi o Tinga, teve o Jeovânio... É triste ter que falar, ver ou ouvir coisas do gênero. Dá até nojo saber que faço parte de uma raça tão preconceituosa. Gente preconceituosa deveria ser tratada com rigor. Deveria pagar multa, passar uns tempos na cadeia, ficar uns tampos num lugar deserto, sem contato com pessoas só pra aprender a valorizar seu semelhante. Mas o pior de tudo é saber que mesmo com as punições, essa realidade não vai mudar. Amanhã ou depois isso vai acontecer de novo, porque o preconceito está no sangue. Em algumas regiões do Brasil então, acho até que 9 em cada 10 pessoas tem essa "raiva" dentro de si, prontinha pra explodir, pra saltar pra fora. Uma pena! A vida seria bem melhor se isso não acontece. Viveríamos em harmonia, seríamos mais felizes, com toda certeza. Mas, paciência, tem gente que prefere carregar esse tipo de sentimento maldito em si. Gente assim não é feliz, pelo contrário, deve ser tão amarga que nem ela se suporta. Tudo bem, um dia, quem sabe, ao sentir na pele algo semelhante ela vai aprender que alimentar esse tipo de sentimento não leva à nada, ou melhor, leva sim... que lugar é esse? Um dia você que sofre desse mal vai descobrir.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Só felicidade!!!

Como o sábado foi corrido, só ontem, no fim da tarde, fui colocar em dias as notícias, e-mails, orkut e afins. Para minha surpresa, no mural do blog constava um recado do Celso Barp, guerreiro do futsal de Santiago. O recado dava conta de que desta vez a Ulbra havia sido vítima de nosso "teimoso" futsal. Confesso que não sabia o resultado do jogo, mas Meio a Zero já bastava pra comemorar. Não é que os caras enfiaram 5x2 na poderosa Ulbra!? Vocês entenderam? Cinco gols numa das mais equipes de futsal do país. Vitória da garra e da perseverança de um pequeno contra que rema contra a maré e insiste (graças a Deus) em manter acesa a chama do futsal profissional. Imagina o que isso significa para os jovens valores que atuam no juvenil, comandados por outro guerreiro, o Edinho. É o Professor Sandro Colvero escrevendo mais uma página e a do futsal santiaguense na história do futsal gaúcho. O resultado de Canoas no próximo sábado é outra página. Uma classificação conquistada na casa do adversário seria sonhar demais? Independente disso, a hora é de comemorar. Só este ano caíram em Santiago a Ulbra e a ACBF. Brinca com o futsal de Santiago.

sábado, 8 de novembro de 2008

Loucura, loucura, loucura...

Não sei se vou ter tempo de postar algo amanhã, então aproveito uma pequena pausa na correria alucinante deste sábado pra dizer que a noite promete. Hoje, sábado, tem a super festa Aurora Boreal. Aqui na SP3 a gente tá literalmente "ligando" a galera, como diz nosso slogan (energia que te liga). Eu aqui do estúdio e o cumpadi Jota Junior de todos os lugares possíveis estamos dando uma mãozinha pra galera despertar, ainda que na última hora, pro grande evento de hoje à noite. Mais tarde vem o resto da galera (Ozzy, Lobão, Amanda...) e o bicho pega até as 3 da manhã. Acredito que uma possível ausência no domingo será compreendida pelos amigos (hehehe). Bom final de semana a todos e aproveitem pra descansar, afinal de contas, uma hora ou outra você sentir falta de um bom descanso... O importante é que a recompesa virá, vai vir ou já está vindo... vai saber... Flw!

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Pra rir um pouco...

De tanto a Ieda me falar da "tal música" do JESUS NEGÃO, resolvi dar uma procurada na internet e localizei. Já tem até videoclipe disponível, os caras estão se apresentando na tv... Mesmo assim resolvi optar pela versão "convencional", que transformou esta verdadeira obra de arte em hit da internet. Mais um né?

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

As voltas do mundo

Pouco antes desta postagem bati um papo rápido com um amigo, parceiro de algumas batalhas no esporte de Santiago. Fiquei muito feliz em saber que o Luciano, dirigente dedicado do União Futebol Clube, é hoje o "cabeça" do esporte por lá. Assumiu para dar seqüência ao bom trabalho do também dedicado Takão e imprimir seu ritmo e estilo de trabalho, muitas vezes mal entendido. Eu e ele muitas vezes não nos entendemos, mas nada que uma boa conversa não resolvesse. Sinto por não estar por perto para ver as coisas acontecendo e confirmar aquilo que eu sempre dizia: que o esporte só cresce quando há parceria. Vejo que muitas evoluções chegaram. Quem um dia imaginaria Luciano e João Aguirre, por exemplo, numa mesma diretoria, trocando idéias. Dois batalhadores que sempre estiverem em lados opostos por conta de muito falatório e rivalidades idiotas plantadas por gente que não quer ver Santiago ter um esporte forte. Fico feliz pelo Luciano, pelo esporte e, claro, por mim também, afinal eu vi esta nova realidade ser desenhada e por determinado tempo e de determinado também fiz parte dela. Sorte ao novo Presidente e seus companheiros (Gecão, Miguel, Luis Fernando...). Tô longe, mas na torcida pelo sucesso de vocês. Sorte também ao União que vai à cata de mais um título da Copa A Razão.

A foto aí não sei quem tirou, mas mostra o ex-Presidente Lutz entregando o caneco de Campeão Municipal tão sonhado pelo alvinegro ao Cabecinha. Na foto também aparecem eu e a Ieda trabalhando. Eu na reportagem de campo pela Super e ela pelo nosso grande Matéria-Prima. "Tempo bom... não volta mais... saudade, de outros tempos iguais..."

sábado, 1 de novembro de 2008

Pravisão (que não é do tempo)

Depois de um pequeno período de ausência, passo por aqui só pra relembrar meu palpite sobre o GP Brasil de Fórmula1: Lewis Hamilton fica no "S do Senna" e Felipe Massa fica com o caneco. Se chover então, nem se fala. Vai dar hein!? Se não der, não tem problema. Felipe campeão do mundo é só uma questão de tempo. Se não for agora (vai ser!), fica pro ano que vem. Ah, por falar em previsão, mais um fim de semana em que as previsões se confirmam. Chuva e chuva!!!!

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Pra descontrair

Essa me foi enviada pelo Gabriel Lain, colorado convicto. Independente do time que você torce, vale à pena conferir e dar uma boas gargalhadas... Que bom que o sol voltou, ainda que por tempo determinado.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

A "nova" novidade

Desde a semana passada eu havia instalado um player de webradio 24 horas para oferecer um "plus" aos visitantes do blog. Fuxicando na net encontrar uma radioweb 24 horas que funcionou até hoje de tarde, quando coloquei em prática a segunda parte do projeto. Com o auxílio do Ricardo, que atua no setor de informática da RSCOM e nas horas vagas acha que joga futebol (é o dono da bola, só por isso que ele joga) instalamos o player que toca som da SP3 em tempo integral. Ao entrar no blog será possível curtir a programação da emissora (se não quiser ficar ouvindo é só dar um "stop", coisa que não aconselho). Por que a SP3? Primeiro porque a programação tá bem bacana. Segundo porque eu estou lá né!? Desde o dia 6 eu faço parte do grupo junto com o JJ, parceiro de Viva News e cumpadi, com o Ozzy, o Vini e o Lobão. Tô lá das 13 às 14h no Sal de Frutas, nos finais de tarde, das 17 às 19h com o RadioClip e o EsporteBR, e aos domingos das 18h à meia-noite com o Megamix e o Hot Rock. Espero que gostem da novidade e que curtam ao máximo a programação, que, eu garanto, vai ficar ainda melhor. Abraços e ótima semana a todos.

domingo, 26 de outubro de 2008

Quem vai assumir?

Esta semana tivemos uma grande polêmica no ar com a proximidade da escolha do novo Presidente do Esportivo. Durante a semana, em meus comentários na Viva News e na SP3, tratei o assunto como acho que ele merece, "puxando a orelha" dos dirigentes que "deixaram a peteca cair" e, em cima da hora, não tinham um nome para indicar ou o que tinham não queria assumir. Escrevi sobre o assunto em minha coluna de sexta-feira no Jornal SerraNossa. Apenas um tópico. Suficiente para o Presidente do Conselho Deliberativo do clube enviar sua manifestação. Publico a seguir o tópico, a correspondência do dirigente (exatamente como recebi) e, sem seguida, o contraponto que deve ganhar espaço no jornal da sexta-feira.

CADÊ TODO MUNDO!?
Vejam como as coisas são. Meses atrás um grupo assumia o comando do Esportivo dizendo que havia planejamento a longo prazo e um grupo de 50 ou 60 pessoas assumiria o controle pelos próximos 30 anos. Menos de um ano depois, o primeiro integrante desta geração está saindo e não encontra substituto. Ué!!! Onde foram parar ou outros 49 ou 59 companheiros?

Prezado Júlio Martins,
Sempre que possível procuro ler sua coluna "Esportiva" e ouví-lo na Rádio, peço escusas tê-lo elogiado menos vezes do que merecias, outrossim quando dói muito a nós humanos temos alguma reação e gostaria de ter sua compreensão às minhas colocações sobre suas abordagens quanto ao nosso bentogonçalvense Clube Esportivo; Júlio, sei que és um idealista, tens opinião forte (isto é bom), sabes abordar com inteligência e procuras argumentar com a coerência que lhe é visível e tenho certeza que procuras aprofundar-se sobre as matérias que escreve e fala. E, Júlio, sobre a montagem da nova diretoria do Clube, a partir de novembro, próximo, entre tantas críticas que fizeste leio e ouço "Onde foram parar ou outros 49 ou 59 companheiros" e te pergunto porquê não te dispõe a estar entre êles? São êles que estão segurando o Clube hoje. Te pergunto, também, Tu sabes em que situação o Clube se encontrava 12 meses atrás? Tu sabes como se encontra hoje?
Júlio, te peço, pelo mesmo respeito que lhe tenho, respeite quem está trabalhando para o bem em nossa cidade.

Com respeito,

Roberto Sperotto
Pres. do Conselho do nosso Clube

Caro Sperotto,
Em primeiro lugar é importante que fique claro que sou admirador e respeito todos aqueles que trabalham pela manutenção de um clube de futebol em uma realidade tão cruel como a do futebol gaúcho. Acredito que em momento algum desrespeitei dirigentes ou entidade, e por isso mantenho minha posição e tudo aquilo que escrevi e disse em comentários. Claro que sei como o clube estava no final do ano passado e que acompanho o mais de perto possível a evolução do quadro, se não dentro da sala da direção, pelos veículos de comunicação e através de colegas de empresa que são responsáveis pelo setorismo. Sei que a situação financeira do clube é mais tranquila e que está bem administrado. Sei também que alguns sacrifícios foram feitos por esta "estabilidade", alguns até passíveis de críticas, mas necessários, como a ausência da Copa RS. Acontece, meu amigo Sperotto, que o grupo que assumiu o clube prometeu coisas que hoje não consegue cumprir. Se, lá no começo, havia o compromisso de colocar a casa em ordem - e isto foi cumprido à risca na medida do possível -, também foi amplamente divulgado que um grupo, grande até para a realidade de Bento Gonçalves, assumiria o comando do alviazul por décadas. Neste momento não me parece que isto esteja sendo cumprido. O sacrifício feito por Ivan Dalponte, grande pessoa e um dirigente com boa visão, não serviu para sensibilizar nenhum dos outros dezenas de integrantes deste grupo, tanto que hoje o senhor, como Presidente do Conselho Deliberativo, corre o risco de ter que assumir o comando do clube por falta de um candidato ao cargo. Portanto, não há aqui nenhum tipo de desrespeito. Pelo contrário, respeito a todos que trabalham, como o senhor e muitos outros, mas sou obrigado a criticar de forma dura os famosos “papagaios de pirata”, que são bons para aparecer na foto e falar à imprensa, mas que depois se escondem, forçando pessoas como o senhor a passar por situações muitas vezes constrangedoras. No final das contas sei que tudo vai terminar bem, pois ainda há pessoas que amam o Esportivo e que fazem sacrifícios por ele sem querer nada em troca, além da felicidade do clube e de sua torcida.

Forte e respeito abraço ao senhor e a todos os dirigentes que, DE VERDADE, vestem a camisa do Esportivo.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

A maratona

A sexta-feira pra mim foi o que se pode chamar de maratona. Pela manhã, tudo normal, cheguei lá pelas 8:30 no sétimo andar da Galeria Central, servi meu café preto e fui para os estúdios da SP3 e da Viva News, onde faço comentários esportivos praticamente simultâneos. Passada essa rotina inicial, rumamos pra padaria da esquina onde tradicionalmente curtimos o café da manhã (hoje fomos eu, JJ e Pedro Jr). No retorno pra rádio o JJ - Jacintho Junior para os mais desavisados - cogitava a possibilidade de não comandar o Conexão Viva por estar praticamente sem voz. Até aí, tudo bem. Cerca de uma hora depois do nosso retorno ao fervilhante sétimo andar, fiquei sabendo que o substituto do Jota seria eu. Nada demais, já fiz isso algumas vezes e, até três semanas atrás eu era o substituto imediato do cara. O detalhe é que minha agenda diária prevê 3 horas de locução no fim de tarde da SP3. Conclusão, entrei no ar às 13h no Sal de Frutas da "F" como dizem lá na RSCOM. Saí dali direto para o estúdio da Viva News, onde permaneci até as 17h comandando o Conexão. Dali eu vooei de volta para a SP3, onde entrei no ar para o Rádio Clip e o Esportebr. No final de tudo (8 da noite), completei 7 horas de locução ininterruptas. Uma verdadeira maratona que poderia ter acabado com a minha voz. Maratona que não vai ser a última, muito menos fui o primeiro a encarar isso, mas tem gente que desabaria assim que batesse o cartão no fim do dia. Pois é, acreditem, ainda achei um tempinho despois de uns chimas, umas torradas e um iogurte, pra escrever estas "mal traçadas linhas". Mas, querem saber, amanhã tenho mais 5 horas no ar pela SP3. Acham que vou pipocar? Nem pensar!!! Esse é o rádio. Assim são os radialistas... um mais louco que o outro. Bom, mas amanhã me darei uma folga, só volto no domingo.

Ah, o visitante número 10.000, por favor deixa um recado, faz um print scream e envia pro meu e-mail e vai ganhar um pen drive de 1GB. É ou não é um bom prêmio? Bom fim de semana a todos e sorte ao visitante mais rápido no gatilho.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Sempre é tempo

Que Luana Piovani sempre foi uma das favoritas da comunidade masculina quando o assunto é "mulheres-que-os-homens-querem-ver-sem roupa", isso não é novidade. Que ela nunca deu bola pra isso e já recusou dezenas (centenas, talvez) de convites pra tirar a roupa toda, isso também não é novidade. A nova mesmo é que a namorada do Dado Dolabella (tá, a gente perdoa ela por esta falha!) agora está solícita à sempre tentadora proposta da Playboy. Luana já passou dos 30 - tá com 32, pra ser mais preciso -, mas ainda tem muito pra mostrar. Algumas revistas até já mostraram algumas coisas, mas ninguém conseguiu a façanha de mostrar tudo (a Trip, por exemplo - foto -). Parece que a hora é agora... Claro que ainda falta a assinatura, mas é uma questão de tempo. Rezem, senhores, rezem!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

O campeonato brasileiro na reta final

Há quem defenda o fim do Brasilerião com os pontos corridos, inclusive a Globo, detentora dos direitos de transmissão da competição. O campeonato deste, no entanto, é a demonstração clara de que um certame nestes moldes pode sim dar certo, mesmo num país desorganizado como o Brasil. Apesar de ainda “apanhar” para a famosa janela de contratações que leva jogadores para outros países na metade da temporada, o campeonato resiste e chega à sua reta com pelo menos cinco clubes com chances de conquistar o título. Do Grêmio ao Flamengo, passando por Cruzeiro, Palmeiras e São Paulo, todos têm chances parecidas, com leve vantagem para um ou outro. A conclusão que chego é que a “maldita janela” acaba sendo benéfica porque não permite aos clubes montar grandes equipes, com estrelas de primeira categoria. Tá certo, o futebol brasileiro merecia mais, porém, um campeonato sem estrelas de seleção permite à maioria dos clubes almejar um título tão cobiçado. Melhor seria que todos pudessem montar grandes equipes, mas, na falta de grana pra competir com os europeus, os dirigentes se viram como podem. Quem sabe com o tempo as coisas melhoram? Eliminar a janela com um calendário reformulado seria uma opção interessante. É preciso saber, no entanto, se estas novas regras agradariam o bolso de dirigentes que se perpetuam no comando do nosso futebol.

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Pronto pra chuva... de novo

Aqui né, baixando uns sons e pensando no que escrever (além do blog hoje tenho que produzir material para a coluna do SerraNossa de sexta). Enquanto isso dou uma olhada no tempo - lá fora e nas previsões - e vejo que a chuva prometida deve mesmo chegar em algumas horas. Tomara que chegue na madruga pra eu dormir com aquele barulhinho de chuva. O dia hoje foi de uma violência extraordinária. Acredito que pelo calor, pois não fui o único a reclamar. Apesar de tudo, foi bastante produtivo e muito divertido. Gostaria de aproveitar o espaço pra desejar sorte ao amigo Gabriel Lain, que a partir de amanhã desempenhará funções em Caxias do Sul por uns dias (fica frio que não vamos fazer o sinal da cruz na sua ausência!). A Gangue do Café com Leite fica desfalcada por uma curta temporada. Menos mal pra quem paga a conta! Hoje também me surgiu um palpite interessante (e vou mandar logo, antes que digam que me aproveitei das circunstâncias): O Hamilton vai tropeçar na zebra ou no Alonso e entregar o título da Fórmula 1 de novo, dessa vez pro Massa, mesmo o baixinho não merecendo por algumas cagadas que fez e pela cagadas ainda maiores cometidas pela Ferrari. Como sou brasileiro, acredito até a última curva. Em nível local, o Esportivo apresentou seu mascote. Não é que deu o Zebrão!? Pra quem não conhece a história do Zebrão, outro dia conto em detalhes. Também vou guardar pro próximo post a discussão que pretendo abrir sobre a virgindade da Carol Miranda e sobre a virgindade de um modo geral. Incrível como ela conseguiu a façanha de fazer filme pornô e continuar virgem. Isso sem contar os quinhentinhos que colocou na conta. Bom, mas deixa a chuva chegar, depois dela a gente se fala de novo. Ah, olha os 10.000 aí geeente!!!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

O horário de verão e outros assuntos

Ele está aí! O horário de verão chegou, de mansinho, e já nos fez mudar algunbs hábitos. O principal reflexo da mudança está na cara. As duas primeiras noites do novo horário, ainda que dormidas "normalmente" nos deixam com cara de sono, cansados e esperando que o tempo passe pra gente recuperar os "atrasados". Mas o final de semana não foi só de semana não foi só horário de verão. A dupla Grenal, por exemplo, viveu - só pra variar - momentos opostos. O Inter venceu e voltou a sonhar com o G4, enquanto o Grêmio marcou passo de forma preocupante, perdendo para a Portuguesa. Nesse momento não seria um risco dizer que o Inter está mais perto do G4 que o Grêmio do título. Isso não quer dizer que tudo já está resolvido, pelo contrário, ainda tem muita água pra passar por baixo da ponte. Mas o principal assunto do final de semana foi mesmo a morte da jovem Eloá, no interior paulista. Tantas perguntas ficam no ar, tantas afirmações a serem feitas, que nem sei por onde começar. O resumo de toda a situação para mim - e não venham me dizer que estou sendo radical e incentivando a violência -, é que a polícia deixou passar uma grande oportunidade de acabar com a vida de mais um demente. Alguém que mata e diz que o "diabinho" foi mais forte que o "anjinho", não merece ter sua vida preservada em detrimento da vida de uma inocente, que mal teve a oportunidade de viver a vida como deveria. Novamente a polícia brasileira dormiu no ponto... infelizmente uma vida foi desperdiçada enquanto policiais ficavam avaliando a melhor forma de resolver a situação. Atirador de elite pra que se ele não tem capacidade de atuar numa situação dessas? Ou pior, a pessoa escolhida para comandar a operação não teve peito de dar a ordem na hora certa. Infelizmente a jovem Eloá pagou par essa incompetência com a própria vida.

sábado, 18 de outubro de 2008

Fim de semana de novo...

Impressionante como o tempo tem passado! Parece que foi ontem que estávamos vivendo aquele dia de eleição, aquela movimentação toda, expectativas e a cobertura que, na minha modetsa visão, mostrou o quanto a equipe da Viva News está afinada. Já estamos no dia 18 (quase 19 e com horário de verão chegando) e as coisas mudaram bastante. Encerrado o trabalho de eleição, mudei de sala no corredor do 7º andar da Galeria Central. Já na segunda-feira lá estava eu, cumprindo novas tarefas na SP3 e retomando algo que eu não fazia há muito tempo. Desde a minha experiência (bacana e bem sucedida no Supersônico da 99FM) não tinha tido tanto tempo de atividade em freqüência modulada como agora. Sinceramente, não estou nem aí pra quanto isso vai durar ou o que vai acontecer amanhã, o que importa mesmo é que estou me divertindo pra caramba, além, claro, de estar fazendo algo que gosto - e só é divertido porque gosto -. O jornalismo é fascinante, a reportagem esportiva é minha paixão, mas trabalhar com música, produzir música, respirar música, mesmo que na área de produção não seja tão simples assim, me faz bem e, estando bem eu tenho certeza que rendo melhor e, por conseqüência, dou um retorno melhor à empresa que paga meu salário todo início de mês. Por que escrevo isso? Porque o momento é propício. Porque acredito que bons momentos merecem ser registrados sempre e não constarem apenas como uma boa lembrança. Bom, agora me dêem licença que vou curtir um Indiana Jones ao lado da patroa antes que o horário de verão coma uma hora da minha noite de sono mais que merecida (pelo menos eu acho que é).

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Efeito (suspensivo) devastador

Alguém aí arrisca dizer que o efeito suspensivo dado pelo STJD, revertendo as severas punições aplicadas no dia anterior ao Grêmio, não teve nada a ver com a repercussão negativa da pena exagerada aplicada a jogadores do tricolor gaúcho? Como entidade séria que é, ou pelo menos tenta parecer, o STJD (através de seus magistrados) deve ter sentido a força da péssima repercussão da decisão tomada e que prejudicava o Grêmio de forma avassaladora. Nem quero entrar no mérito da questão, entrar nessa discussão sobre perseguição, simplesmente acho que houve exagero como nunca antes foi visto para situações consideradas banais, a exceção da agressão protagonizada pelo zagueiro Léo. O que realmente aconteceu é que o Brasil inteiro, exceto os colorados, julgou negativamente a atitude do Tribunal. Isso pesou, e muito, na decisão de acatar a solicitação de efeito suspensivo. O rigor utilizado no primeiro julgamento pode ser amenizado por uma defesa mais embasada e melhor preparada. O barulho foi grande e surtiu resultado desta vez. Lá adiante tudo poder virar e resultar na punição pela segunda vez, mas o "voltar atrás" do STJD é também uma demonstração de que os responsáveis por julgamentos que podem mudar a história de um campeonato (como já mudaram no passado) têm consciência de que é preciso um pouco mais de jogo de cintura em momentos delicados e que é preciso usar o mesmo critério sempre. Agora resta saber qual critério será usado daqui por diante. Se o de rigor total ou se, diante da situação de momento, a opção será por "passar a mão" nos infratores para não se complicar de novo e ficar o STJD mal falado (de novo).

terça-feira, 14 de outubro de 2008

A que ponto se chega

Uma fonte ligada a Amy Winehouse revelou ao tablóide News Of The World mais um escândalo relacionado à autora de Rehab. Segundo o infiltrado, a cantora de 25 anos tem como novo hobby misturar cocaína e algodão doce. O "amigo" de Amy contou que a moda começou depois que a artista comprou uma máquina de fazer algodão doce por £700, e que o guitarrista dos Babyshambles, Mik Whitnall, viciado em crack, foi quem deu a idéia. Amy teria achado hilária a idéia de fazer uma versão especial de algodão doce em uma festa na sua casa. "Mik e alguns amigos colocaram cocaína no preparo do algodão doce e Amy começou a comer antes de perceber o que eles tinham feito. Agora ela acha engraçado fazer o mesmo". É ou não é um absurdo!? A que ponto se chega!!! A foto eu escolhi pra mostrar que a Amy já teve dias melhores.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

A esperança nunca morre

Ao contrário do que alguns dizem, que ela é a última que morre, acredito que ela nunca morra. Por isso aguardo com ansiedade a escolha do novo comandante da pasta que considero mais importante dentro da administração pública local. Passado o período eleitoral, e o período de especulações, é hora de começarmos a viver uma nova realidade. Agora pouco (numa dessas zapeadas) assisti parte de uma matéria que mostra o quanto o Vale do Sâo Francisco sabe se promover quando a questão é turismo. O fato de ter mais que uma safra de uva, como acontece por aqui, faz com que eles "se vendam" muito bem, atraiam turistas e, consequentemente, faturem mais com a venda das bebidas que lá produzem. A escolha do novo secretário de Turismo de Bento Gonçalves (tinha alguém ocupando da pasta?) tem que, necessariamente, passar por isso. Como "cidade indutora" Bento precisa fazer mais, valorizar-se, crescer internamente e, a partir desta valorização interna, conquistar a confiança externa. Meu candidato a secretário, que espero seja o mesmo do prefeito eleito, tem capacidade para tanto. Tem visão e sabe ouvir opiniões construtivas para depois transformá-las em ganho para o turismo local. A cidade precisa de alguém que pense grande e veja além de pessoas normais como eu e tantos outros. Se meu candidato "for eleito" para a pasta, tenho certeza que as coisas vão andar de outra maneira. Se, na prática, as expectativas se confirmarem, vamos ter muito a falar sobre tudo isso. Mas o momento ainda é - apenas - de expectativas. Devagar se vai longe...

domingo, 12 de outubro de 2008

Nada de novo, só pra descontrair mesmo

Domingo de sol, bonito e diferente do sábado de chuva e cara feia. Enquanto aguardo a presença da patroa pra degustar uma caixa de Especialidades Nestlé e aquele vinho branco da Aurora (da safra tardia, acho que é viciante, disse a Ieda), resolvi postar essa série de velhos ditados adaptados para a era da informática. Nada de novo, é só pra pra descontrair mesmo.

- A pressa é inimiga da conexão discada

- Arquivo dado não se olha o formato

- Não adianta chorar sobre arquivo deletado

- Em briga de namorados virtuais não se mete o mouse

- Em terra offline, quem tem modem é rei

- Mais vale um arquivo no HD do que dois baixando

- Melhor prevenir do que formatar

- O barato sai caro. E lento

- Quando a esmola é demais, o santo desconfia que tem vírus anexado

- Quando um não quer, dois não teclam

- Quem ama um 486, Pentium 5 lhe parece

- Quem com vírus infecta, com vírus será infectado

- Quem envia o que quer, recebe o que não quer

- Quem não tem banda larga, caça com modem

- Quem semeia e-mails, colhe spams

- Quem tem dedo vai a Roma.com

- Um é pouco, dois é bom, três é chat ou lista virtual

- Vão-se os arquivos, ficam os backups

- Diga-me que computador tens e direi quem és

- Na informática nada se perde, nada se cria. Tudo se copia... e depois se cola

Estes não são ditados, mas também merecem registro:

- O que uma impressora disse para outra?
Essa folha é sua ou é impressão minha.

- Aluno de informática não cola, faz backup.

- O problema do computador é o USB (Usuário Super Burro).

- O Natal das pessoas viciadas em computador é diferente. O Papai Noel desce pelo cabo de rede, sai pela porta serial e diz "Feliz Natal, ROM, ROM, ROM!

sábado, 11 de outubro de 2008

Ela gosta de ouvir rádio

Essa eu vi no globo.com e resolvi colar na íntegra. O que vocês acham? Ela tem razão. Vamo opiná minha gente!!!

Aos 105 anos, a secretária aposentada Clara Meadmore se orgulha de ainda ter cabelo e de não precisar de dentadura. Nascida em Glasgow, na Escócia, no início do século XX, ela acredita que o segredo da vida longa é nunca ter feito sexo. "Sexo envelhece", acredita. "Tive várias amizades platônicas, mas nunca senti a vontade de ir mais longe, ou mesmo de casar", afirma Clara, que já viveu no Canadá e na Nova Zelândia, e há 40 anos mora na Cornualha, região sudoeste da Inglaterra. Para ela, o sexo sempre foi algo "complicado", que atrapalharia sua vida. "Eu sempre estava ocupada fazendo outras coisas, e nunca tive tempo de pensar em sexo", explica. "Quando eu era criança, só era possível fazer sexo com seu marido. E eu nunca me casei. Cresci em uma era na qual as crianças - principalmente do sexo feminino - não eram vistas e nem ouvidas pela sociedade, por isso tive que aprender por mim mesma a me defender e me sustentar", diz a ex-secretária, em entrevista ao diário britânico 'Telegraph'. Além de nunca ter tido relações sexuais, Clara conta que nunca teve uma televisão, mas sempre foi "apaixonada" por ouvir rádio.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

A coluna

Disponibilizo aos amigos a íntegra da coluna publicada nesta sexta-feira no Jornal SerraNossa. À tardinha ou de noite pretendo postar algumas coisinhas que tenho ouvido dos bastidores da política local. Andam dizendo por aí que a aliança que já vinha rolando na contramão da campanha eleitoral está confirmada e já inclui nomes para algumas pastas da nova administração. Mas, por enquanto, vamos falar só de esporte.

AGORA SIM

Depois de meses vivendo de notícias escassas, finalmente a imprensa esportiva vai poder dar ao Esportivo a cobertura que um grande time de futebol merece. De março pra cá só noticiamos a não participação na CopaRS e o anúncio de contratação do técnico Círio Quadros. A partir de agora, no entanto, as notícias devem chegar com mais freqüência. Esta semana começou o processo de apresentação de jogadores. Aos poucos uma equipe vai se formando e nossa tarefa enquanto imprensa é divulgar e apresentá-los à torcida.

PACIÊNCIA
Devagar as coisas vão se organizando para o início de mais uma temporada. Dois jogadores aqui, outros três ali, assim a equipe vai se montando. Contratações de verdade só mesmo com a desclassificação de algumas equipes na CopaRS ou até mesmo após o fim da competição. O estilo de jogo proposto por Quadros nas equipes por onde passou deixa claro que não é preciso contar com grandes estrelas para obter bons resultados. Isso inclusive é uma realidade no desgastado futebol do interior. O Esportivo mesmo usou desta técnica na temporada passada. A diferença é que quando montou a equipe para 2008 a direção queria simplesmente manter o clube na primeira divisão. Tanto é verdade que os constantes insucessos e a queda na tabela rodada após rodada não foi suficiente para forçar uma mudança de treinador, que se fazia necessária.

AS METAS
Ainda sobre os objetivos do Esportivo, acredito que este ano eles sejam outros. A experiência da temporada anterior precisa servir de exemplo. Com finanças em ordem – ou pelo menos com a saúde um pouco melhor – e com a campanha que quase deu ao clube a possibilidade de brigar por uma vaga nas fases mais quentes, não só é possível como precisa ser objetivo número 1 do clube estar entre os melhores do grupo, seja no primeiro, seja no segundo turno. Já escrevi isso uma vez e o Presidente até concordou e rebateu educadamente: pensar pequeno é ser pequeno.

DE OLHO
Desde o ano passado venho batendo nesta tecla. Depois que assisti uma bela apresentação das meninas do Bento Vôlei, escrevi diversas vezes que o trabalho delas merecia mais atenção. Pois entra ano, sai ano, troca treinador e os resultados do “vôlei de saias” continuam sendo bem mais contundentes que os do masculino. Infelizmente para as meninas e para a torcida, os olhos da direção ainda estão voltados quase que exclusivamente para os homens, que ainda não fizeram uma campanha convincente, pelo menos não que eu lembre. Entendam bem, não estou dizendo que se deve tirar dinheiro do masculino para injetar no feminino, apenas que haja também um projeto de captação de recursos que permita às meninas pelo menos uma oportunidade de disputar uma competição nacional. No mínimo uma grande parceria. Tenho certeza que se depender dos resultados obtidos, os patrocínios vêem.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Ele nunca morre

Deve chegar às bancas ainda este mês o sucessor do livro "Mais Pesado que o Céu", biografia do falecido Kurt Cobain, líder do Nirvana, uma das mais consagradas bandas do rock mundial e que deixou marcas definitivas em sua curta passagem pelo mundo da música. Do mesmo autor, o jornalista Charles Cross, Kurt Unseen, promete trazer fotos nunca antes vistas e histórias jamais contadas, tiradas de documentos particulares do cara. Apesar da morte prematura de um cara que não soube lidar com a fama, Jurt segue sendo idolatrado por milhões de fãs que fazem questão de mantê-lo vivo, pelo menos na memória, nos cds, mp3 e afins. Vivi o auge deste período em que o trio saiu do underground de Seattle para conquistar o mundo e, apesar de não considerar o Nirvana a melhor banda do mundo, confesso que volta e meia me pego (re) ouvindo as boas coisas produzidas por eles. O unplugged da MTV, por exemplo, é uma das melhores apresentações da banda. E uma das raras vezes em que Kurt não estava (tão) doido com as drogas que o levaram a tirar a vida.



(re) começando

Depois de meses vivendo de notícias escassas, finalmente a imprensa esportiva vai poder dar ao Esportivo a cobertura que um grande time de futebol merece. De março pra cá só noticiamos a não participação na CopaRS e o anúncio de contratação do técnico Círio Quadros. A partir de agora, no entanto, as notícias devem chegar com mais freqüência. Esta semana começou o processo de apresentação de jogadores. Aos poucos uma equipe vai se formando e nossa tarefa enquanto imprensa é divulgar e apresentá-los à torcida. Não tenho expectativa de grandes contratações, porém acredito na eficiência das escolhas feitas pelo novo treinador. O que deve ser prioridade mesmo é deixar claro para o torcedor o objetivo do clube no Gauchão. Se for jogar pra não cair, o torcedor é o primeiro a ser informado. O torcedor sabendo que não há interesse em passar para as fases decisivas, não ficará tão frustrado quanto no campeonato deste ano e nem vai pedir a cabeça do treinador caso ele comece a empilhar maus resultados e se mostrar incompetente para a função. Que fique claro, não estou dizendo que Círio Quadros o é, muito pelo contrário, já deixei claro que sou admirador do trabalho do treinador. Só estou citando fatos e exemplos recentes que não me saem da memória.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Analisando as escolhas

Este ano não votei (sim, mea culpa, bobeei e não transferi meu título, péssimo exemplo), mas todos aqueles que o fizeram, devem agora partir para outra fase bem complicada desse processo, o das avaliações. O primeiro momento é sempre o mais complicado. Escolher um candidato a prefeito e um vereador que mereça seu voto é relamente bem complicado. Superado isso, a segunda etapa também merece respeito. Depois de escolher, é hora de confirmar. A partir daí começa um período que pode se tornar um martírio. Uma escolha mal feita pode se tornar um verdadeiro transtorno. Ficar quatro anos perturbado por uma escolha mal feita é muito ruim. Tanto isso é verdade que o TSE fez uma campanha durante as eleições para tentar conscientizar os eleitores dessa realidade. Depois de digitar o número e confirmar, já era. Conviver com isso pode ser péssimo. Claro que tem gente que não tá nem aí pra isso, mas esses nem de cidadãos podem ser chamados. Votar em troca de algo ou algum benefício, isso sim deve ser doloroso (apesar que quem vende o voto, por exemplo, nem deve saber o significado de consciência ou arrependimento). Mesmo não tendo votado, estou feliz, principalmente por saber que meu candidato a vereador lá na terrinha foi reeleito por um trabalho competente que fez, sem ter que apelar. Meu candidato, que foi o mesmo em quem votei a quatro anos, fez por merecer o novo mandato. Eu tô com a consciência tranquila, e você?

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Começando a semana

Só pra fazer um registro rápido nesse início de semana (de noite eu volto com gás total), um registro rápido das coisas que rolaram no final de semana, claro, em se tratando de eleições. Em Santiago, onde não compareci pra votar, Júlio Ruivo fez o que eu já previa, aplicou mais de 50% dos votos pra cima dos adversários. Aqui em Bento ganhei aquele cafezinho em cima da vitória do candidato Roberto Lunelli (uma aposta e não uma escolha, é importante deixar claro). Fiz a aposta com o Pedrinho Rizzo, mas, tenho que confessar, não esperava que o petista Lunelli fosse chegar tão longe. Foram mais de 15 mil votos de diferença pra cima do atual prefeito, Alcindo Gabrielli. Durante a semana prometo que falo mais a respeito. Mas, resumidamente o que me trouxe a este post, foi o post do colega blogueiro (que marra!!!) Marcelo Tas - aquele do CQC -. Inteligente como sempre, Tas questiona se o brasileiro está aprendendo a votar. Caíram num mesmo pleito Paulo Maluf, Marta Suplicy (que foi para o segundo, mas esperava vencer ainda no primeiro turno), ACM Neto, o indicado de Aécio Neves e o Crivela, senador que usa a religião pra se promover. É, amigo Tas, parece que aos poucos o brasileiro está "se ligando" e tentando escolher aqueles que considera menos pior. Ainda não foi desta vez que o Severino caiu, mas a hora dele chega, ah chega... Bom dia e uma ótima semana a todos.

sábado, 4 de outubro de 2008

Concentração...

Pois é gente, já passa das 11 e ainda estou por aqui, esperando o cansaço bater de vez e o sono chegar pra me entregar definitivamente. O desafio de abrir o trabalho de cobertura das eleições pela Viva News (7 da manhã já estarei no ar) me deixa altamente pilhado, no bom sentido, claro. Não vejo a hora de chegar a hora, abrir o microfone e mandar ver. O trabalho este ano, sob a batuta de Carlos Quadros e André Tajes, promete. Muita gente cheia de vontade de dar o melhor e uma cobertura ampla que permanecerá no ar por pelo menos 17 horas, sem parar. O trabalho vai ser desgastante, óbvio, mas tenho certeza que no final será também gratificante. Minhas principais tarefas durante o dia serão a de ancorar 5 horas de programação e, quando fora do microfone, abastecer o Leouve (www.leouve.com.br) e os colegas que estiverem no ar, além de enviar boletins às emissoras que solicitarem parceiras e todas mais que solicitarem informações. Uma cobertura de verdade, daquelas que sempre tive vontade de fazer parte (no rádio, porque nos tempos de jornal eu pude provar desse "veneno"). Enquanto o sono não chega de vez, aproveito para desejar a todos uma grande eleição e pedir que sejam inteligentes o suficiente para saber que voto não é coisa que se deva desperdiçar. É a chance que temos de ajudar a acabar com aquilo que acreditamos estar errado e fortalecer o que consideramos bom para nós e todos com quem convivemos. Nossa cidade vai ficar quatro anos respirando o resultado das urnas e refletindo o pensamento dos eleitores. Se pensarmos errado e agirmos mal (nesse caso, votarmos sem convicção e coerência), vamos ter que conviver com isso pelos próximos quatro anos. Por favor, amigos, não se permitam ser escravos de seus próprios erros. Ah, palpites para Bento e Santiago? "Dois e quatro..." Bom, agora a chuva chega cheia de vontade, isso me serve de impulso para pular na cama e curtir algumas horas que certamente servirão de recarga para o domingo puxado que se aproxima. Bom domingo e boa eleição a todos.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

FIm de dia com o VMB

O dia foi de muito trabalho. O jornalismo da Viva News tava que tava por conta do último debate entre os candidatos. Acredito que mais uma vez a emissora cumpriu seu papel e segue mandando bem no jornalismo regional. A galera lá tem pegada e se doa de verdade pra levar adiante a idéia ousada de Carlos Piccoli. Melhor pra quem ouve, pois tem informação instantânea no padrão de grandes veículos de comunicação que fazem notícias o dia todo (guardadas as proporções, afinal somos 6 pessoas a alimentar a programação). Bom, mas depois de tudo isso, dessa correria toda, da pressão normal pra produzir novidades a todo instante, fim de noite pra descontrair, curtindo o VMB, a premiação anual da MTV. Tô aqui, curtindo a cerimônia comandada pelo aloprado do Marcos Mion, com o laptop no colo. A noite já valeu pela presença do Ben Harper. "Good Luck" com ele e Vanessa da Mata, ao vivo no palco é show de bola mesmo. Bom, vou lá antes que a festa trermine e eu perca tudo escrevendo aqui. VLW!!! Ah, tem Pitty e Maria Rita também...

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Poucas, mas boas

Depois de mais um dia bem corrido, que terminou com um pancadão de chuva, resolvi listar aqui algumas notícias que considero interessantes, que me chamaram a atenção durante o dia nos momentos em que me dediquei a uma navegada.

Mulheres peladas - Cláudia Ohana e Deborah Secco são os novos alvos da Playboy. Uma já está acertada para o segundo ensaio, a outra está negociando o terceiro. Poxa vida! Tá faltando mulher bonita nesse Brasilzão? Sobre a primeira, Ohana já garantiu que vai dar aparada e mostrar um layout mais moderno. Pra quem não lembra, em seu primeiro ensaio ela "chocou" a galera com um gramado sem corte. Vocês me entendem, né? Ah, contagem regressiva pra chegada da Playboy que traz om inédito ensaio com a Ana Paula Tabalipa.

No cinema - Na telona as novidades são a continuação de Tropa de Elite, com direito a confirmação do Wagner Moura na pele do Capitão Nascimento. Eu não arriscaria, mas quem sou eu pra dar palpite, né? Outra boa do cinema é a volta do detetive Sherlock Holmes. Em grande fase, depois de uma guinada impressionante, Robert Downey Jr (o Homem de Ferro) vai encarar o personagem enigmático. A promessa, feita pelo ator, é de uma grande atuação.

Na política - Bom, nessa área o bicho tá pegando! Não só em Bento, mas por toda parte. Aqui, em especial, muita coisa pode acontecer até o domingo à noite, quando os números finais serão divulgados e o nome do novo prefeito será anunciado. Pesquisa pra lá, pesquisa pra cá... cada uma diz uma coisa. Com os números apresentados recentemente (cada pesquisa mostra um candidato disparado na frente), já começo a achar que há um empate técnico. Se colocarmos os numeros lado a lado, os dois "Ellis" têm a mesma pontuação. É, parece que a coisa vai mesmo ser definida no detalhe. O debate de amanhã à noite na Viva News pode ajudar. Pode ser até o detalhe que falta para definir o novo Chefe do Executivo local.

No Blog - Bom, por aqui, vou trabalhar bastante nos próximos dias pra não decepcionar ninguém. Dia 10 completo um ano no ar neste endereço, feliz da vida pelo carinho recebido. Só em setembro foram 1461 visitas (haja dedo pra tanto f5... hehehe). Valeu d+! Ah, pro dia dez vou bolar algo bem legal pra quem passar por aqui. Mas só revelo na véspera, claro!