A Casa da Música Boa - Clique e Ouça!

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

A liderança do Tivão

Enquanto no grupo 2 o São Luiz de Ijuí comemora um aproveitamento de 100% (3 jogos e 3 vitórias), o Esportivo no grupo 1 tem motivos de sobra pra passar o carnaval na boa, desfrutando de uma liderança (mesmo que na companhia de outro clube) e com uma marca invejável: somou 7 dos 9 pontos que disputou fora de Bento Gonçalves. O São Luiz 100% jogou duas vezes em casa, enquanto o Tivo jogou uma em casa e três fora, por isso o time do Gilmar Iser merece o respeito dos adversários. Há quem sustente que as pedreiras ainda estão por vir (Santa Cruz, Caxias e Grêmio), mas ainda assim a campanha do alviazulpode ser considerada de luxo. Tem muito time aí que pega as chamadas "babas" e não consegue passar de um empate. Um exemplo é o Caxias, que cruzou com um Novo Hamburgo + ou - e não saiu do 0x0. Mas a campanha fora de casa de nada vale se em casa o Esportivo não somar todos os pontos que disputar. Fazer o dever de casa, ser 100% em seu território é requisito básico para classificar à próxima fase. De nada vão adiantar os preciosos pontos conquistados fora se na Montanha escaparem pontos. Não interessa quem está do outro lado, a postura de time vencedor adotada fora deve ser a mesma, independente de quem seja o adversário ou se o torcedor estiver no Parque ou acompanhando pelo rádio. A hora da verdade virá, depois do carnaval é verdade, mas ela chegará. Portanto alviazuis, aproveitem bem o feriado pra reforçar a carga da bateria e encaminhar a classificação o mais cedo possível. Possível é, basta acreditar.

Foto: CHARLES DIAS

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

CHOVE CHUVA...

Caros amigos blognautas, vou aproveitar a chuva e me permitir uma folguinha, certo!? Amanhã eu tô de volta com a corda toda... promessa!

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Eu também tenho medo...


Tava navegando como de costume, em busca de coisas curiosas e me deparo com o seguinte título: EU TENHO MEDO DA PRETA GIL. Taí um tema que me interessa, pois faço parte desse clube. Acho ela totalmente sem sal, sem graça e com uma necessidade acima da média de aparecer. Uma necessidade tão grande que acaba assustando as pessoas pela imposição. Tentou ser cantora, atriz, a filha do ministro até chegou a dizer por aí que pegou alguns bonitinhos da tv, mas nunca vi ela com um dos figuras que ela diz ter "chegado junto". Além disso a mulher parece que não tem cérebro, só fala abobrinha e ri de qualquer coisa. Parece exagero? Bom, as vez sou meio exagerado, mas não acredito ser um dos casos "nossa, como o Júlio é exagerado!". A última dela para desfilar pelas páginas de revista e sites especializados foi ficar sem biquini na praia (cruz credo!!!). Vítima (injustamente, claro) de chacotas e comparações nada apropriadas com a maravilhosa Sabrina Sato, Preta mandou avisar que não quer mais saber de piadinhas nem de comentários maldosos a seu respeito e mandou avisar: "Meu advogado vai ter bastante trabalho daqui pra frente!!!!!!!!!!!!". Que meda!!! Notem pela foto acima que ela nem tem intenção de aparecer... ser fotografada é mera obra do acaso! Ah, na foto mais abaixo dá pra fazer uma comparação entre ela e a Sabrina, vai que alguém tem alguma dúvida sobre quem é a mais bela!

domingo, 27 de janeiro de 2008

Papo que deu (e ainda vai dar) o que falar!!!

O "papo de elevador" do tópico anterior rendeu tanto e foram tantas sugestões de assunto que nem sei por onde começar. Aliás, antes de começar a escreveu sobre qualquer coisa gostaria de pedir aos visitantes comentaristas que se identifiquem pra ficar mais legal. Nada de anonimatos, ok? Bom, vamos então ao que interessa! De ontem pra cá muitas sugestões, muitas idéias, opiniões variadas, tudo serve de inspiração. A partir do que escrevi ontem abri uma discussão interessante sobre vaidades, valores, sobre o que gostamos (ou não) de ver nós e nos outros. Pediram até que eu falasse sobre as atitudes masculinos no banheiro: tipo olhar para o lado quando faz xixi (o tradicional mijar) para analisar o "vizinho". Até que ponto a procura pela pessoa perfeita do outro lado é real? E o pé bem cuidado sugerido em um dos comentários, será que isso é verdade? Será que alguém se apaixona por um belo pé? E o fato de os homens estarem mais vaidosos? Isso é uma realidade. De uns tempos pra cá os homens vêm se cuidando mais, se preocupando mais com coisas que antes eram exclusividade do universon feminino. Levando tudo isso em consideração e colocando um pouquinho mais de lenha na fogueira resolvi então convidá-los para um debate. Que tal a gente se aprofundar mais nessa coisa das relações, das individualidades, dos universos (tanto masculino quanto feminino)? Se elas questionam as ações do banheiro masculino, porque não questionar também a ida quase sempre em duplas das mulheres ao banheiro? Que tal algumas revelações bombásticas pra sacudir o blog e mexer com a imaginação e causar as mais variadas reações. Vale tudo!!! Façam deste blog o blog de vocês...

O Tivo e a liderança

Não são 11 horas ainda e estou por aqui, colhendo algumas informações úteis para utilizar na transmissão esportiva de logo mais pela Viva News. Logo nas primeiras horas da tarde estaremos viajando para São Leopoldo onde o Esportivo entra em campo pela terceira rodada do Gauchão. A tarde pode ser muito proveitosa, e deve, pois se o Tivão vencer o bom time do Sapucaiense volta pra casa com a liderança isolada do grupo 1, considerado por alguns como "grupo da morte". Não é uma tarefa fácil, diga-se de passagem, mas também não é algo impossível, inalcansável. Para chegar ao topo do grupo basta que os comandados do Gilmar Iser mantenham a regularidade e joguem com a mesma determinação e pegada dos dois primeiros jogos. Com alguns pequenos ajustes defensivos o alviazul pode sim chegar à ponta e começar a criar raiz na zona de classificação, algo importante porque estar no chamado G4 é quase como entrar na zona do rebaixamento. Depois de chegar é difícil sair de lá. Vamos lá, trabalhar e torcer bastante.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Papo de elevador

No final da manhã, quando voltava pra casa presenciei um papo pra lá de sinistro no elevador. O assunto era "peito demais ou de menos". Alguém com seio pequeno reclamava para outra com seios maiores que ela teria ficado muito tempo na fila e por isso "herdado tudo", não deixando nada pra seguinte da fila. Tudo metaforicamente falando, claro. Não vou entrar no mérito da questão, logicamente, nem pretendo falar dos detalhes da conversa, mas em um certo momento a menina de seios maiores sugeriu que quando "tirasse" dos seus "repassaria" para as outras e que todas ficariam bem servidas. Nessa história toda, que é bem doida, fica uma velha pergunta: quando é que o ser humano vai estar de bem com ele, satisfeito com o que tem e se gostar mais? Quem é bonito sempre acha que não é bonito o suficiente e quem não é bonito o suficiente queria ser mais belo... quem tem maiss peito queria ter menos e quem tem menos queria ter mais, e assim por diante. O ser humano é mesmo um bichinho muito do complicado. Eu volto mais tarde, prometo!

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Pára com isso, Dona Josélia!!!!


Em tempos de BBB 8 a grande pergunta do momento é quando a bela Gysele vai deixar a casa direto para as páginas da Playboy, Sexy ou qualquer outra revista do gênero. Mas atenção cuecas de plantão, Dona Josélia, a mãe da moça, anda dizendo por aí que ela não aceitaria posar nua. Diz ela que a moça até já andou sendo sondada, mas que não toparia ir além do ensaio que fez pra revista francesa New Look, onde posou com pouca roupa. em diga uma coisa dessas Dona Josélia. O Brasil está torcendo muito por isso. E, convenhamos, isso tudo deve mudar quando Gysele deixar a casa e receber aquela famosa proposta irrecusável. De qualquer forma, mesmo não acompanhando muito de perto o programa eu continuo torcendo pela vitória dela (só tem mala por lá!). Claro que ela permanecer até o final vai frustrar muita gente que gostaria de "conhecer melhor" a moça pra ontem. A estes eu diria: calma, a espera pode ser compensadora! hehehe

Como sou gente boa, aí vai uma pequena amostra...

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Que beleza!

Acabei de ligar o computador. Fui direto ao site da CBV pra conferir o resultado do Bento Vôlei na Superliga e, pra minha felicidade, pude confirmar minha expectativa de que o time de Bento Gonçalves venceu mais uma. Mais um 3x2, mais uma vitória dramática, mas que tem um significado e tanto. São três vitórias seguidas pra quem ficou muitas sem vencer, é a injeção de moral que faltava, é a garantia de que o time se encontrou em quadra e justamente no momento em que a competição começa a embalar. Vencer fora tem um efeito devastador - positivamente, é claro - na cabeça do grupo. Isso se reflete nos resultados futuros e, quanto mais próximo o time estiver da zona de classificação, maior será a disposição de vencer.

Mas, mudando das quadras pros gramados, amanhã tem Esportivo na Montanha e a expectativa é das melhores. Vitória fora, ainda que contra um Novo Hamburgo meia-boca, dá moral pra estréia em casa diante de um adversário direto na briga por vaga. Vitória significa afirmação e encaminhamento de um futuro classificado, sem querer dar uma de mago. Todos ao parque à noite hein!?

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Colocando a conversa em dia

Pois é meu povo, sei que novamente estou em dívida com vocês. Andei meio ausente é verdade, mas tenho bons motivos. A semana foi de muitas mudanças, assim como deve ser a próxima também - acredito que pra melhor -. Mas a semana não foi só de trabalho, claro, aproveitei umas horinhas pra tomar um chopp, comer uma pizza com os amigos, comemorar a estréia exitosa e a seqüência de trabalho do Papo de Redação. Enfim, por essas e outras razões que não precisam ser citadas é que ande meio distante das postagens. Mas estou de volta, cheio de disposição e com a promessa de que pelo menos uma vez por dia vou deixar algo que os atraia para novas visitas, apesar de que o simples fato de o blog existir já é um grande motivo para visitas (que modéstia hein!?). Bom, chega de enrolação e vamos ao que interessa, apesare de que com tanto tempo de ausência nem sei por onde começar. Vamos por partes, como diria Jack:

Alguém aí tá acompanhando o BBB? Não é meu caso, pelo menos não na tv. O que sei é o que vejo na internê ou que comentam por aí. O beijo das mulheres foi o babado da semana. Se foi só brincadeira não sei, mas que tem gente que vai ter que dar explicações em casa quando sair, isso vai. E a maluca que baixou a calcinha e fez xixi no quarto? Que coisa! É a tal de anti-cultura total. É o nível da tv brasileira chegando ao fundo do poço. Pára com isso!!!

Ainda da sessão "amenidades", vocês viram o episódio do gremista que ficou com os troféus do colorado. Incrível como as coisas acontecem. Na volta de Dubai a delegação colorada perdeu a mala com troféus, flâmulas e outras recordações da passagem por Dubai. Um senhor de 61 anos, gremista, pegou a mala por engano no Salgado Filho. Depois de descoberto o engano - as malas eram iguais - ele fez a devolução durante uma visita do vice de marketing colorado. A confusão se explica porque a mala da filha de Severino também viajou de Amsterdã e as malas eram idênticas. Ah, a filha do Severino ainda não recebeu de volta sua bagagem. Que fase!!!!

Aqui por Bento as expectativas se voltam para a estréia do Esportivo. Domingo o Tivão vai a Novo Hamburgo e tô com palpite que volta com 3 pontos, o que seria excelente para a arrancada rumo à classificação que tenho certeza virá, ainda que debaixo de mau tempo. Na quarta tem estréia em casa contra a Ulbra. Em quadra o Bento Vôlei voltou a vencer, com garra, vibração e determinação. Esse tripé pode mudar muita coisa, inclusive emparelhar times de primeira linha e times considerados mais comuns, sem grandes estrelas e com folha de pagamento minguada. Amanhã tem mais, com ginásio cheia.

Sei que tem muita coisa que ficou pra trás, mas vou ficando por aqui que o sono tá pegando e amanhã cedo tô na atividade de novo. Só não posso deixar de indicar aqui uma excelente pedida: o novo cd da Mariah Carey. O nome do cd? Bah, nem reparei! Vale pela capa e pelo belo encarte que certamente mostra todo o talento da Mariah. Ah, as músicas né? Não as ouvi, mas com aquela voz tenho certeza que umas 2 ou 3 baladas de fundamento vocês vão encontrar. Além do mais, quem se importa com as músicas mesmo? Amanhã eu volto (ou não).

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Começo nada promissor

Já dizia um sábio filósofo do "futebolês" que o futebol é uma caixinha de surpresas. Pois é nisso que o torcedor do Grêmio está confiando neste início nada promissor de temporada aqui em Bento Gonçalves. Nos dois jogos-treinos realizados por aqui o time do Vagner Mancini deixou muito a desejar e pior, deixou o torcedor desconfiado-preocupado. Esse jogo de contrata-não-contrata, de anuncia-não-anuncia reforços está enchendo a paciência e até desmotivando o torcedor que já espera pela queda do treinador daqui um ou dois meses - como ocorreu na transição De Leon/Mano - para que a verdade se estabeleça. Isso pode até não acontecer, e no fundo o torcedor não quer que aconteça porque é o Grêmio como entidade que perde, mas se o "chacoalhão" ocorrer tarde demais pode prejudicar a temporada toda. No jogo de hoje à tarde, por exemplo, o tricolor bateu o São Paulo do Borgo por 1x0, gol de pênalti e a equipe deixou o campo vaiada. Pra piorar a "sessão corneta", teve pênalti não marcado a favor do São Paulo e bola na trave do tricolor. É sim um começo de ano nada promissor.

Cabe aqui um pequeno destaque, negativo, diga-se de passagem. Quando é que o senhor Paulo Pelaipe vai tomar aulas de boas maneiras?
Foto: Almir Dupont

domingo, 13 de janeiro de 2008

Craque pronto


Se alguém ainda tinha dúvidas sobre a qualidade do ex-colorado Pato, bastou assistir a estréia do jovem atacante contra o Napoli para ter certeza de que ele é mesmo um craque pronto para brilhar no mundo da bola. Não faço parte deste grupo de desconfiados e confirmei minha teoria assistindo ao jogo, onde o craque marcou um gol e teve outras oportunidades. Pato é o exemplo claro de que o futebol brasileiro é uma fonte inesgotável de talentos da bola. O talento que ele mostrou ao dominar a bola, driblando automaticamente o zagueiro e posicionando o corpo para empurrar a bola pas redes no 4º gol do Milan é a demosntração clara de que ele não vai ficar pelo caminho e se tornar uma daquelas promessas que nunca vingam. Escrevo em tom de desabafo porque ainda existem alguns "entendidos de futebol" que insistem em dizer que Pato nunca vai ser craque, que nunca vai vingar e que é só fruto da mídia. Lamento decepcioná-los, mas o guri joga muito e ainda vai fazer muito mais pelos gramados da europa e do mundo. Se na estréia, diante de todos os olhares do mundo - e não estou exagerando - ele já mostrou desenvoltura e não "pipocou" como se diz na gíria, imaginem como será quando estiver totalmente adaptado e solto em campo. Outro detalhe que fica do jogo, na etapa final foram pelo menos duas "pegadas" da zaga adversário, coisa que também deve virar rotina. Trabalho para as arbitragens que devem coibir esse tipo de atitude. Na estréia Pato já provocou uma expulsão, o que deve virar rotina. Ah, não se pode esquecer, na comemoração do gol ele fez um coraçãozinho em homenagem à namorada que estava na arquibancada. "A noite vai ser boa..."

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Tem novidade no ar...

Na verdade ainda não tem, mas a partir de segunda-feira vai ter. A próxima semana na Viva News será de mudanças, que devem ser completadas na semana seguinte. Uma dessas mudanças, que me inclue, é a chegada do "Papo de Redação". O "Papo" nada mais é que um programa de debate dos principais temas do dia, incluindo os destaques do dia na Viva News e outros que por algum motivo não chegaram a ser destacados, além de pautas consideradas interessantes. O programa terá como âncoras André Tajes, Jacintho Junior e este nobre blogueiro unidos por um objetivo comum: discutir assuntos do cotidiano de forma séria, porém levando ao ar o clima de descontração que nos cerca no dia-a-dia da redação da News. Como temos falado durante a programação, o "Papo" reunirá informação, descontração, música, interatividade e tudo mais que um bom programa de bate-papo requer, sempre impulsionado por esse verdadeiro vício chamadao jornalismo-rádio-microfone. Nas próximas postagens eu explico direitinho como tudo irá ncionar (se é que eu sei!), abrindo aqui um canal pessoal para contato com aquele que se interessarem na idéia. O lado musical, por exemplo, vai ser bem diferente de tudo (ou quase tudo) que vocês já viram e só vai funcionar com a interatividade. Desde já, quem quiser estabelecer contato permanente com a turma do "Papo" pode nos adicionar via Skype(papoderedacao). Vai ser um prazer tê-los como companhia.

Essa foto daí só poderia ser da Ieda. Sem querer ela criou uma espécie de logomarca pra nós. Repararam que na capa tem um sujeito de óculos, um mais pesadinho e outro mais magro (que óbvio seria eu)?

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

A Copa Santiago vai começar


Amanhã à noite começa a 20ª edição da Copa Santiago de Futebol Juvenil, lá em Santiago. Esta é a primeira edição que não acompanharei de perto, leia-se no Estádio Alceu Carvalho, pois pretendo acompanhá-la vi internê pelas emissoras locais. Algumas mudanças aqui e ali, outros fatos que sempre acontecem se repetindo e a Copa chega forte à sua edição de número 20. Dia desses eu entrevistava nos estúdios da Viva News o Carlos Henrique Ferreira, dirigente do Fluminense e profundo conhecedor do evento e ele dizia que esta é a competição juvenil mais importante do Brasil. Motivo de orgulho para santiaguenses-desportistas como eu. Infelizmente nem tudo são flores, já que novamente o Cerro Porteño do Paraguai dá "migué" e resolve de última hora que não vai mais. Improvisos à parte - e a diretoria já está calejada neste tipo de situação - o evento mais do futebol juvenil das américas vai mais uma vez proporcionar grandes embates e o intercâmbio entre o futebol do mercosul, juntando também aí o futebol mexicano. Torço pra que o calor leve a galera ao estádio, para que tenhamos grandes jogos e, como todos esperam, um grenalzinho na decisão pra vermos o Alceu Carvalho transbordando de gente. Boa sorte aos organizadores e à comunidade envolvida nesta grande festa do futebol. Aqui, de longe, estarei fazendo o possível pra me manter bem informado.

FOTO: IEDA BELTRÃO

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Enganando quem?

A morena aí da fato chama Letícia Carlos, tem 19 anos e estuda Educação Física, nada demais até aí, pelo menos para levá-la à capa da Playboy, certo? Certo. Acontece que ela tem a seu favor algo que poucas (muito poucas, raras, raríssimas mulheres teriam). É ex-namorada do Richarlyson, aquele do São Paulo. O motivo para este predicado da moça ser tão destacado? Ela não consta nas preferências do jogador do São Paulo, pelo menos é o que se ouve falar (e algumas evidências mostram, né?). Algo nessa história toda é muito estranho. Primeiro porque ele seria gay (não assumido é verdade, mas seria). Aliás, antes que alguém venha tentar me crucificar, nada contra a opção do cara, cada um faz o que quer da vida. Estranho nisso tudo é que para calar os boatos sobre sua homossexulidade ele surgiu de repente com ela, fez questão de ser fotografado e a partir a moça se tornou celebridade - pelo simples fato de que a preferência do rapaz seria outra - e logo em seguida assinou contrato com a Playboy. Mais estranho ainda é que na semana seguinte eles terminaram o "namoro"... Será que fui só que eu vi maldade nessa história toda? Será? Acredito que tudo é possível pra se chegar ao estrelato, mas, sinceramente, não quero crer que houve alguma "armação" nessa história. Há algo de muito podre nesse "conto de fadas" ou eu não me chamo Júlio Martins. Pensem nisso!

Ah, à noite não volto pra postar porque vou estar assistindo a estréia do BBB 8 (hehehe).

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

As responsabilidades...

Vejam só, o Blog tá chegando perto de 3000 visitas. A cada dia que passa eu me sinto mais preocupado em manter um padrão de qualidade (por mais que seja um padrâozimho, mas que é suficiente pra atrair os visitantes novamente). Sempre que paro em frente ao computador sou obrigado a fazer algumas avaliações importantes. Falar sobre qualquer assunto pode espantar os blognautas por quem tenho tanta consideração. Então, me coloco no lugar deles e imagino que um assunto que não me agrade pode também não agradar que passa por aqui, geralmente cheio de curiosidade. Hoje então, me coloquei na condição de torcedor de um clube de futebol que conquista um título de futebol. Sem entrar em detalhes como as cores clubísticas, o dia hoje não tem outra cor que não a vermelha. Que me perdoem os gremistas mais fanáticos, mas se a situação fosse outra eles exigiriam isso. Portanto, nada mais justo nesta noite entusiasmante de segunda-feira que uma homenagem aos colorados campeões em Dubai. E daí que o torneio é caça-níqueis? Quantos outros times gostariam de lá estar? O que importa mesmo é caneco na prateleira. Se a viagem era interessante pelos dólares, que fique ainda mais pelos dólares + uma bela taça de campeão. Pode festejar colorado! O ano começa em alta pros vermelhos e há quem diga que começando assim pode terminar em Tóquio - ou sabe-se lá onde a FIFA vai promover o Mundial de Clubes -. Pior que essa história toda me leva de volta ao início do texto e ao título, porpositalmente escolhido, claro. Se eu, um simples blogueiro santiaguense em Bento Gonçalves estou preocupado com minhas responsabilidades, imaginem o que deve estar passando pela cabeça de dirigentes e jogadores colorados? Imaginem o tamanho da cobrança que vai haver pra cima deles durante o ano? Conquistar um título internacionallogo de cara pode ser como a conquista do Mundial no final de 2006... Tomara para os colorados que o título não siginifique jejum e desencontros como ocorreu em 2007!

domingo, 6 de janeiro de 2008

Inevitáveis comparações

Na semana em que "oficializaram a relação", Pato e Sthefany Britto foram alvo de muitos flashs e até mesmo de algumas comparações. Apesar de não ser gaúcho de fato, o jovem de Pato Branco é radicado aqui, então é tratado como tal, o que gerou comparações com outro craque famoso e que desde cedo fez sucesso com as mulheres, o bentogonçalvense Renato Portaluppi. Como não sou de ferro, também pretendo entrar nesta questão e dar meu "pitaquinho básico, se é que isso é necessário. Numa análise fria da situação vamos comparar as duas musas principais da história e ver quem tem mais bom gosto. Renato, no auge da fama, dentro e fora dos gramados, desfilava com a bela e exuberante Luma de Oliveira, até hoje considerada musa apesar das "ações naturais do tempo". Pato, ainda jovem e de gosto duvidoso optou pela sem graça, sem sal e candidatíssima a "mosca tonta" Sthefany. Me perdoem os que simpatizam com a moça. Ela até é bem bonitinha, mas totalmente sem sal. Como "gosto é gosto", não vamos discutir a situação. O objetivo aqui é simplesmente dar pitaco e entrar na polêmica - se é que isso é realmente polêmico -. Resumindo, Pato ainda precisa provar muita coisa em se tratando de comparações com atual técnico do Fluminense, dentro e fora dos gramados. Ah, já ia esquecendo... O pior dessa situação toda é ter que encarar o Kaiky Brito como cunhado. Aquele guri parece que não sei~, parece tão "mosca tonta" quanto a irmã. Que fase hein Pato!!!

sábado, 5 de janeiro de 2008

Vai comerçar tudo de novo

Já virou tradição no Brasil - e em outros países também - há pelo menos 8 anos o povo parar em janeiro para bisbilhotar a vida alheia. Claro que estou falando do Big Brother, porque bisbilhotar a vida alheia é algo bem mais antigo (ô se é!). Mas o que me deixa impressionado mesmo é como as pessoas - as menos e até as mais cultas - acabam se rendendo aos encantos do BBB, mesmo com todas os boatos de armação e até as armações evidentes. Um exemplo claro disso são as escolhas feitas pela produção. Ou alguém aí acredita que os bbb's da vez foram escolhidos pelo vídeo bem produzido que enviaram? Só gente bonito, com corpos sarados e, o mais relevante, solteiros em sua imensa maioria. Existem vários detalhes que evidenciam o quanto o Big Brther é "preparado" antes de chegar às nossas telas, mas tantos, que nem vale à pena numerá-los. Ainda assim paramos em frente à tv para discutir as relações da casa, imaginar coisas que possam estar acontecendo e até mesmo pegar o telefone para votar em alguém, mesmo acreditando que isso não vai fazer diferença já que as decisões estariam previamente tomadas. Faço também a mea culpa, não seria hipócrita de dizer que nunca parei pra assistir ou analisar e torcer por alguém, mas vou fazer o possível pra não ser levado desta vez, apesar que a mulherada da casa tá um espetáculo (a gaúcha com lábios carnudos aí na foto... nossa senhora!). Então, lá vamos nós outra vez! Mais um janeiro em que o Big Brother deve dominar as conversas pelos quatro cantos do país. Isso em meio a aumento de impostos e ano eleitoral. Mas, como diria aquele velho sábio que costuma citar outros sábios: "Vamos que vamos!"

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Boas notícias

Já faz um bom tempo que não escrevo sobre a minha Santiago, e estou me penitenciando por isso aqui. Pois nada melhor que falar das coisas da terrinha às vésperas de uma Copa Santiago, porém a Copa eu deixo para um tópico seguinte. Hoje vou dedicar este espaço para falar do futsal vice-campeão gaúcho da Série Prata. Tenho recebido algumas notícias e lido outras, todas consideradas boas, pelo menos na minha modesta opinião. A melhor delas, e nesse ponto acredito seja uma unanimidade, é a renovação do Sandro Colvero. Pelas campanhas recentes no comando do Santiago Futsal, a manutenção do Professor significa que a direção está cheia de boas intenções (más intenções no caso dos adversários). Aliás, está na hora de levantador o caneco, não Professor!? As demais notícias também considero boas, apesar de darem conta da saída de dois "pratas da casa". Li no Blog do amigo Franqui (http://www.blogdofranqui.com.br/) que Pablo e Marcelinho estão saindo. O jovem Pablo vai pra Ulbra e o já maduro Marcelinho vai para o Espírito Santo. Excelente do ponto de vista da projeção do futsal santiaguense. Ruim para os que gostam de ver gente da casa na equipe. Isso me faz lembrar a frase do Chicão de que ter um time disputando competições estaduais serve de espelho para os talentos que surgem todos os dias pelas quadras e campos de futebol. Além disso, as recentes conquistas e o espaço garimpado pela turma do Felipão e do Tavinho uma hora dessas despertarão algum grande investidor que verá em Santiago um potencial imenso de divulgação de seu produto e de projeção através do esporte. Fico feliz com tudo isso porque sou torcedor do futsal, das pessoas que o fazem e lá estão diariamente na batalha, mas, mais que isso, sou torcedor do esporte santiaguense e me sinto honrado de ter feito parte deste crescimento, acompanhando de perto - e agora não de tão perto assim - a evolução.

terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Idas e vindas

Pois é, já estamos em 2008, quem diria! Mas como 0 tempo passa depressa não vamos perder tempo com pormenores. Ah, só pra não deixar escapar, espero que vocês todos tenham aproveitado bem o feriado, pois o novo ano é bissexto, portanto, mesmo com o feriadinho, ainda restam 365 dias a serem vividos em 2008. Muita cama nessa hora! Mas o título aí acima tem a ver com algo que escrevi nestes últimos dias, sobre ascenção e queda. Citei o caso do Ronaldinho, que viveu seus dias de melhor do mundo e hoje é contestado no time que pagou milhões para tê-lo vestindo sua camiseta. Pois o outro Ronaldo, o gorducho, que também já viveu seus dias de melhor do mundo, foi eleito o "fiasco do ano" na Itália. A enquete realizada pelo Corriere della sera apontou o jogador do Milan como tal pelo desempenho pífeo do atacante desde que chegou à Itália. Com mais tempo no departamento médico que vestindo a camiseta milanista o quase ex-craque está em dívida não só com dirigentes e torcedores do time do Kaká quanto com a torcida brasileira. Se vai voltar a ser aquele Ronaldo de outros tempos nem ele sabe, nem eu tenho nada a ver com isso. Uso mais este exemplo pra mostrar o quanto é importante manter o foco sempre, pois nem tudo são rosas. E como diria o velho ditado: cuidado com quem cruza na ida porque pode cruzar com ele na volta, e pior, pode precisar dele... Humildade sempre!

Será que não é o cabelo que atrapalha!?