A Casa da Música Boa - Clique e Ouça!

sábado, 30 de agosto de 2008

Revisita e sugestão

Estava eu dando uma passada pelo blog (pra ver a data exata em que completa um ano no ar) e olha o que reencontro... Um post publicado lá no distante outubro de 2007. Como o assunto continua - e sempre vai continuar - atual, resolvi republicá-lo. Ah, essa revisita tem a ver com os ajustes finais para o retorno da pequena-grande Ieda Beltrão ao mundo dos blogueiros. Se tudo der certo, e a pressão que tô fazendo funcinonar, isso deve acontecer ainda neste final de semana. Bom, as sugestões estão aí... façam bom uso e aproveitem o domingo da melhor forma possível.

20 RAZÕES SAUDÁVEIS PARA FAZER SEXO E USE COMO ARGUMENTO PARA CONVENCER QUEM VOCÊ QUISER:
1- Sexo faz bem para o coração e para a circulação sanguínea. Durante a transa, as batidas do coração aumentam, em média, de 70 para 150. Fazer sexo pelo menos três vezes por semana pode reduzir em 50% as chances de ataque do coração. Além disso, a respiração fica mais profunda e intensa, aumentando a oxigenação.

2- Transar faz bem para a saúde mental e emocional. Pessoas que ficam muito tempo sem sexo tendem a um comportamento depressivo. Sensações de raiva, frustração, baixa auto-estima e paranóia se tornam freqüentes.
3- Você está precisando de um bom anti-stress? Faça sexo. A sensação relaxante do gozo ajuda a acalmar os ânimos. Depois, opte por aquele cochilo bem gostoso. Além de combater o stress, a pessoa se sente muito mais disposta ao acordar.
4- Transar é sinônimo de pele macia. Para a mulherada, ainda mais vantagens. Sexo dobra o nível de estrógeno e faz o cabelo ficar mais macio e sedoso.
5- Praticar sexo regularmente é sinônimo de longevidade. Para dois homens com a mesma idade, por exemplo, aquele que fizer sexo com freqüência tende a viver mais do que o outro. Orgasmos regulares (cerca de 100 por ano) estão relacionados a um aumento na longevidade, de 3 a 8 anos, e diminuem o risco de morte em até 50%. Ah! E não vale masturbação.
6- Suar bastante durante o sexo faz bem: limpa os poros, faz a pele brilhar mais e diminui o risco de dermatites.

7- Transar pode ser uma ótima forma de manter o peso. Uma sessão sexual pode queimar cerca de 200 calorias. Mas essa média pode aumentar a depender das técnicas que você usa. Veja o exemplo abaixo:
ABRINDO O SUTIÃ:
Com as duas mãos – 8 calorias
Com uma mão – 22 calorias
Com os dentes – 85 calorias

8- Os músculos ficam mais rígidos e fortalecidos. Claro que isso vai depender da posição e do desempenho, mas pode ser mais divertido do que ir a uma academia.

9- Quanto mais sexo você fizer, mais atraente você será ao sexo oposto. Uma vida sexual ativa aumenta a produção de feromônios, substâncias que ativam a atração das mulheres aos homens e vice-versa.

10- Sexo faz a sensação olfativa ficar mais aguçada.

11- Transar libera endorfina, substância que acalma e dá disposição. Além disso, ela ameniza a sensação de dor. Uma boa pedida para quem sofre, por exemplo, de enxaqueca.

12- Beijar estimula a salivação, limpa os resíduos de alimentos entre os dentes e abaixa a acidez da boca, uma das principais causas do mau hálito.

13- Uma boa trepada pode ser um bom remédio para a corisa, sendo um anti-histamínico natural, além de ajudar a combater asma e febres altas.

14- Ajuda a balancear as taxas de colesterol.

15- Sexo balanceia também hormônios: o estrógeno protege a mulherada de problemas no coração e, a longo prazo, previne também o Mal de Alzheimer e osteoporose.

16- Transar regularmente significa menos gripes, resfriados e infecções.

17- Sexo melhora a qualidade do sono, principalmente, quando praticado à noite.

18- O desempenho dos rins também melhora com a prática sexual. O controle do fluxo urinário fica mais forte através do estímulo do músculo pélvico.

19- Muitas gestantes param de fazer amor semanas antes do nascimento do bebê, por acreditarem que o ato estimula o trabalho de parto. Isso não é comprovado cientificamente.

20- Sexo combate o câncer. Vários estudos mostram que a ejaculação freqüente e a atividade sexual estão relacionadas a baixos índices de câncer na próstata.

Fogo do cão!!!

Tava dando uma brincada com o novo bebê da casa (os detalhes eu conto outro dia) e a Ieda me sugeriu um videozinho básico... O Jeremias tava "muito loko" mesmo. Tirem um tempo pra ir até o final do vídeo porque vale a pena. Ele tomou "uns gorós com o cão" e ficou doidérrimo. Reparem no final a cara do policial falando sobre o assunto e o som de fundo que permanece até o final. São os efeitos da "mardita".

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Grenalzinho pegado...

Não é que o Grenal 372 foi melhor que o 371!? Também pudera, pior que o primeiro confronto pela Sulamericana só um Íbis x Ivoti. O resultado de 2x2 é uma mostra clara de que as duas equipes buscaram mais o gol, pelo menos na etapa final, já que o primeiro tempo foi muito semelhante ao confronto anterior. Melhor para o Inter, que segue na competição, e para seus torcedores que podem mandar ver na "corneta pós clássico". Não interessa se o Grêmio veio com reservas ou não, o que interessa aos colorados é que o líder isolado do Brasileirão ficou pelo caminho. Por outro lado, também vale a corneta de que o Campeão do Mundo Fifa penou pra segurar o empate contra uma equipe que há pouco tempo andava pela Segundona. Tudo como manda o figurino de um clássico, inclusive o futebol que, repito, foi competente na segunda etapa. O mais interessante mesmo é que o resultado serve de consolo para as duas equipes. O Inter, que sai fortalecido e classificado de um clássico, eo Grêmio por ter mostrado poder de reação e voltado a marcar gols diante de uma defesa que pode ser considerada sólida. Pelo lado colorado, como de costume, Nilmar foi diferencial. No tricolor, Souza teve atuação pra carimbar vaga no time titular e Orteman fez um segundo tempo promissor, mostrando que tem qualidade ainda que sem ritmo de jogo. Bons presságios para o Grenal pelo Brasileirão.

Foto: Lucas Uebel/VIPCOMM

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Sua opinião é muito importante

Em primeiro lugar gostaria de agradecer por mais esse mês de parceria, eu daqui com as postagens, vocês daí com as visitas (ainda que anônimas). O blog completa um ano em breve, super bem prestigiado pelos amigos. Também aproveito pra me desculpar pelo envio diário do "spanzinho" do blog, que mando sem pedir licença e que pode ser "refugado" a qualquer momento. Basta pedir pra sair da lista que eu paro de enviar, sem stress, sem que nossa amizade termine. Mas o motivo principal deste post é avisar aos que passam mais apressadinhos por aqui que retomei as enquetes sempre presentes no início dos trabalhos por aqui. Aproveitei o momento eleitoral para lançar a pergunta (tá ali, embaixo do relógio!): "Se o voto não fosse obrigatório, você votaria?". As opções são interessantes, pelo menos eu acho. Aproveitem pra votar e pegar o costume porque daqui pra frente pretendo manter sempre algo pro debate. Ah, estou aberto a sugestões de temas para discussão.

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Um bom time...

Começa por um bom goleiro? Pode até ser. Dentro de campo isso é certo, mas, muito antes de entrar em campo, um bom time é feito por um bom comandante. Um estrategista, capaz de mudar a história de uma partida em minutos, em segundos, com uma única atitude. É com este perfil, de treinador estudioso, interessado e ousado que vejo Círio Quadros, o homem escolhido para treinar o Esportivo na próxima temporada. Círio tem capacidade de sobra para tirar o máximo de um elenco considerado "comum". Gostaria muito de vê-lo usando a Copa RS como laboratório, mas infelizmente não foi possível. Menos mal que ele terá tempo para montar uma equipe competiviva com os jogadores que escolher. Terá tempo para analisar os potenciais adversários da temporada 2009 e fazer muitos amistosos para chegar afiado no Gauchão. Não quero "queimar a língua", nem tenho medo disso, mas a direção do Esportivo acertou tanto na contratãção do novo técnico quando errou em ficar de fora da Copa RS. Na minha opinião as duas atitudes tem o mesmo peso, o mesmo mérito (ou seria demérito, no caso de ficar de fora da competição estadual). Nem é mais assunto para ser discutido, mas também não pode ser ignorado na hora de uma avaliação geral. Com Círio contratado há mias tempo, quem sabe a direção se deixasse convencer e utilizar a competição como preparação pra valer!? O que vale agora é bola pra frente e muita torcida pelo êxito do alviazul. Quem sabe o Tivo chega à uma decisão de Gauchão e prova que só acertou desde o início. Estou na torcida. Boa Sorte, Círio. Boa sorte pra todos nós.

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Semana GreNal

Mais uma semana GreNal e com ela todo aquele falatório, time reserva daqui, menosprezo dali, coisas de rivalidade. Mas antes de entrar no embalo deste clássico de númer0 372 (espero que não seja ruim como o 371), deixo-lhes mais uma possibilidade de download. Desta feita uma revista que agrada a todos os públicos e não só a marmanjos que torcem pelo talento feminino das argentinas. Amanhã começo a entrar no clima grenalesco.

Central Expert

Servidor: EasyShare/RapidShare/BitRoad
Gênero: Atualidades
Edição: 27/08/2008
Tamanho: 39,4 MB
Formato: Rar/Pdf
Idioma: Português

EasyShare RapidShare BitRoad

domingo, 24 de agosto de 2008

Só para homens (ou não...)

Ainda em clima de Olimpíada, um post que homenageia os hermanos argentinos. Menos mal que eles foram campeões no futebol, pelo menos assim podemos dizer que fomos atropelados pelos melhores. Mas não é só bom futebol que os argentinos têm não. A prova concreta está aí, é só baixar e tirar as dúvidas. Boa semana a todos!!!

Central Expert

Servidor: EasyShare/RapidShare/BitRoad
Gênero: XXX
Edição: Agosto de 2008
Tamanho: 6,35 MB
Formato: Zip/Jpg
Idioma: Espanhol

EasyShare RapidShare BitRoad

Sempre na mesma hora

Faltavam alguns minutos para o almoço de domingo quando o gás acabou. E olha que essa não é a primeira nem vai ser a última que isso acontece. Eis aí uma pergunta que fica no ar, sem resposta. Algo como a razão pela qual o Pato Donald sai de toalha do banho! Claro que alguém pode dizer que o gás só pode acabar durante o preparo de algo, pois ele precisa ser utilizado pra chegar ao fim. O problema é que tem que ser sempre na hora do almoço. E pior, desde que viemos morar em Bento deve ser a terceira vez que o gás termina num domingo, minutos antes da refeição básica ficar pronta! Poderia terminar na hora de aquecer a água pro chimarrão ou daquele copo de leite pra acompanhar o nescafé... mas não, o infeliz sempre acaba antes do almoço de domingo. Mas desta vez o caso foi ainda mais grave. Liguei para o único número de tele-gás que tenho em casa (que aliás acho que é o único de Bento, porque meus vizinhos também só têm ele) e o cara do plantão me diz que vai demorar 50 minutos. Ou seja, o almoço vai atrasar um pouquinho por aqui. Ah, sem gás também não tem como aquecer a água para o chimarrão que ajudaria a enganar a fome.

sábado, 23 de agosto de 2008

Pra celebrar o fim das Olimpíadas...

Um dos pontos altos da Olimpíada de Pequim, sem dúvidas, foi a cobertura feita de forma inteligente e perspicaz pela turma do CQC da Band... Horas antes do fim do evento, um vídeo da abertura com o aloprado Felipe Andreoli. É disso que a tv brasileira está precisando, aliás, não precisa mais, o CQC já nos oferece isso. O programa, cujo nome real é Custe o Que Custar, vai ao ar todas as segundas-feiras pela Band, a partir das 22h. Quem ainda não parou pra ver, não sabe o que tá perdendo - ou sabe e prefere ficar vendo a Tela Quente com filmes de quinta categoria.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Essa mulher vale ouro

Não é porque ela conquistou a medalha de ouro que escrevo isso. Há muito eu dizia, e não fui o único, claro, que a mais merecida das medalhas brasileiras em Pequim seria a de Maurren Maggi. E olha que nunca me passou pela cabeça que essa medalha pudesse ser a douradinha. Depois de ser suspensa e ficar fora das Olimpíadas de Sidney, Maurren sofreu, chorou, mas como diz aquele velho ditado, ela é brasileira e não desiste nunca. Assim foi. Escrita por linhas tortas a história desta hoje senhora, mãe do Sofia, tem seu final feliz escrito quase no apagar das luzes de uma olimpíada em que o Brasil não passou de mero coadjuvante. Numa maratona de decepções que está sendo salva justamente por atletas que batalharam à exaustão, contratiando as previsões de que os esportes coletivos, tão bombados e cheios de investimento, é que trariam medalhas douradas. Ainda temos o vôlei que pode nos levar a um ponto mais alto no pódio, mas foi no individual, no salto e na piscina, que tivemos nossos momentos de glória maiores. Quem sabe aí está o sinal que nossos dirigentes aguardavam para investir e catapultar o Brasil à potência do atletismo. Não a 1ª, porque isso demoraria décadas - talvez séculos -, mas uma das forças máximas. Potencial e talento o Brasil, falta apenas os donos do poder abrirem os olhos para isso. Valeu Maurren!!!! Valeu Cielo!!!! Vocês são de Ouro!

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Futebol de Ouro

Opa!!! Deve ter gente achando que eu tô "fora da casinha". Ouro no futebol? Só for dos Estados Unidos. Aliás, cabe aqui um pequeno parêntese: que belas as americanas hein!? A tal da Mitts, camisa 2... Bom, mas voltando ao futebol de ouro, sem demagogias ou "sessão consolação", acho que este é o momento ideal para o Brasil deslanchar de vez no futebol feminino. Há quem aposte que teríamos que conquistar o ouro pra isso acontecer. Não sou adepto dessa teoria. O momento é agora. É preciso aproveitar que o Presidente Lula quer mudar o mundo, quer trazer a Olimpíada para o Brasil daqui 8 anos e "meter pressão", como diria o amigo Gabriel Lain. Se ele não tiver nenhuma alternativa, que pelo menos pressione o Ricardo Teixeira, todo-poderoso da CBF, a fazer algo. Mas sem discursos hipócritas. Fazer de verdade. Valorizar talentos como Marta, Cristiane, Daniela, Érika, Bárbara e tantas outras. Dando a elas o reconhecimento merecido, e mais que isso, dando a elas condições melhores de trabalho vamos estar dando um passo para a surgimento de novas craques de bola. O futebol feminino do Brasil é de Ouro, sim. Chegar à uma decisão contra as poderosas americanas depois de dar um banho de bola na alemãs, isso tem que ser motivo de orgulho para todos nós. Chega de choro porque os ouros nçao estão vindo! Vamos cair na nossa realidade e vibrar pela prata suada, pelo bronze que veio no detalhe. Vamos viver nossa realidade e valorizar de verdade quem chega ao pódio olímpico. Ocupar um daqueles três degraus é privilégio de poucos, e o Brasil está lá.

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Alguém aí lembra dela?

Andam dizendo por aí que a moda dos Anos 90 está voltando. Rápido até, a década mal terminou e já está de volta. Esse efeito retrô me faz lembrar de muita coisa legal que rolou e, numa dessas navegadas, relembrei um seriado que eu achava muito bacana (sim, eu sei, o termo bacana é bem anterior aos anos 90!). Teve um período, aquele mais oscioso da vida, em que eu não perdia um episódio da "Blossom". A série (uma comédia pastelão) contava a história de um músico (mais pra ex até) que depois do divórcio tinha que cuidar de três filhos adolescentes. O mais velho era bombeiro e ex-drogado, a filha do meio que dava nome à série era a adulta da casa e filho mais novo era totalmente retardado. Onde eu quero chegar. Dando uma navegada ontem reencontrei uma das personagens centrais da história, a amiga maluca da Blossom que não parava de falar. O nome do personagem era Six (foi até nome de uma cachorra que tive uma vez). O detalhe é que ela cresceu, e em todos os sentidos, porque ela era muito baixinha. Muita gente certamente vai lembrar, outros nem vão forçar pela memória porque a Six de hoje é bem "mais evoluída" que a adolescente falastrona de outros tempos. Com vocês, a nova versão de Jenna von Oÿ (a Six do seriado Blossom).

Para ver mais fotos é só clicar no link aí abaixo:

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Nova roupagem

Como hoje é terça e tenho a coluna semanal do Jornal Serra Nossa pela frente, resolvi deixar um sonzinho pra galera descontrair. A maioria já deve ter ouvido a versão original com o Michael Jackson, mas essa daí, parceria do Fall Out Boy e John Mayer tem seus méritos. Recriou um clássico do branquelo e ainda inseriu umas guitarras que dão aquela pegada do bom e velho rock and roll. Divirtam-se. Amanhã cedinho tem post novo no mesmo estilo saudosista. Falamos!!!

Gênios ou burros?

Da série "gente que não se dá bem com a língua portuguesa", publico aqui a façanha cometida por hackers. Ao mesmo tempo que conseguiram entrar no site do Comitê Olímpico Brasileiro para deixar seu protesto (ato que requer muito conhecimento), os invasores também deixaram sua marca de ignorância, burrice ou desconhecimento da língua mãe. Dá até pra escolher como podemos chamar tamanha falta de "tato" com o português...

Ah, de noite eu volto pra falar do fiasco da Seleção.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Terça agitada

Claro que não é só a terça que promete. Faltam ainda 12 horas para o clássico Brasil x Argentina e os nervos já estão à flor da pele. Mesmo que confiássemos em nossa seleção - eu pelo menos ainda não confio o suficiente - é óbvio que sabemos ser a Argentina um adversário difícil de ser batido e um dos poucos que pode parar o Brasil, qualquer que seja a categoria (do dente de leite ao master). O jogo desta terça-feira está cheio de ingredientes suficientes para torná-lo um jogo histórico. O principal deles é que o vencedor estará na final, cheio de moral para faturar o ouro olímpico. Ainda bem que a partida não acontece de madrugada, assim poderemos ter uma bo anoite de sono para enfrentar 90, ou até 120 minutos, de muita tensão. Tomara que a seleção barsileira nos poupe deste sofrimento e abra logo 3x0 pra fazer os argentinos correrem atrás. Improvável né!? Bom, o certo é que a terça-feira promete ser eletrizante. Boa sorte a todos nós e que Deus ilumine nosso futebol.

domingo, 17 de agosto de 2008

Que Phelps que nada!!!

Taí um dos momentos mais marcantes para nós brasileiros na história das Olimpíadas. Por enquanto ele é o cara que tá salvando a pátria... A narração é do Galvão, mas, fazer o que, só achei esse vídeo legal no you tube.

De mal a pior

De mal a pior... assim anda o português da maioria dos brasileiros. A capa da Revista Veja chegou aqui em casa algumas horas depois de eu e a Ieda termos conversado bastante a respeito e numa semana em que os "crimes" contra a nossa língua foram intensamente debatidos na redação da Viva News. Não sou o melhor aluno de português que a história já produziu, mas me coloco no grupo dos esforçados. Antes de "jogar" um texto por aí me preocupo em passar o mínimo de qualidade e o que aprendi na escola - não cheguei ao ensino superior ainda - me permite não cometer grandes gafes. Tenho visto muita aberração por aí. Estudantes de Jornalismo prestes a se formar que sequer sabem usar a crase, que não sabem diferenciar tráfico de tráfego. As atrocidades que tenho visto estão bem próximas e isso me deixa extremamente chateado. Estou longe de ser considerado um perfeccionista, mas faço o possível para que as coisas que faço ou que gente próxima faz estejam de acordo. O que me deixa mais entristecido é ver que pessoas que cometem estes erros, formando de jornalismo até, não se dão por conta. A dúvida é se isso tem a ver com desleixo ou se é por ignorância mesmo, desconhecimento total de língua que falamos e que usamos para nos comunicar, expressar ou informar. Me perdoem pelo "azedume" em pleno domingo de manhã, mas isso é, como diria um figura que conheço, profundamente lamentável. Bom domingo a todos! Se der eu volto no fim do dia pra repercutir o final de semana esportivo.

sábado, 16 de agosto de 2008

O céu e o inferno

Dia desses fiz um comentário sobre o assunto, mas acredito que isso mereça também alguma linhas por aqui. Cois impressionante é a vida de treinador no Brasil. Lá fora também acontece, mas a freqüência é bem outra. Treinador de futebol vive "na guilhotina". É impressionante como este profissional visita o céu e o inferno em questão de dias. Temos muitos exemplos por aí. Gente que ontem era idolatrado e hoje já não tem mais emprego. Em alguns casos até entendo, tem muita gente enganando por aí, mas, na maioria das vezes o treinador acaba sendo dispensado pela incompetência dos jogadores. Como diriam os mais antigos, é mais fácil que demitir um time inteiro. Aqui na Serra o caso mais recente é o do técnico Nairo Pivatto. Por pouco ele não levou o Brasil de Farroupilha à Primeira Divisão gaúcha. Assim que a classificaçaõ não se confirmou, uma ou duas derrotas e ele "sobrou". Outros tantos casos poderiam ser citados, mas prefiro tentar prever novos casos: Zetti e Tite. A derrota por 4x0 para o Barueri, seguida de uma derrota em casa para o São Caetano e alguns outros resultados inesperados, pode jogar no ralo o bom trabalho feito pelo treinador desde que chegou ao Juventude "meia-boca" do Gauchão. O Tite é outro exemplo. Com um time desmanchado e outro por se montar dentro do Brasileirão, o técnico pode perder o cargo com uma derrota para o rebaixável Vasco amanhã. Injusto por Tite não ter tido tempo e condições ideias para implantar seu estilo de trabalho. Mas, paciência! Essa é a lei da selva, a lei do futebol. Que o diga o Celso Roth. Nestes tempos de "céu-inferno" ele conseguiu fugir da "degola" e hoje tem gordura pra queimar, ou seja, não vai freqüentar o inferno tão cedo.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

A gente ainda chega lá!

Pois é, quase duas semanas de Jogos Olímpicos e nada do tão sonhado ouro. Tenho ouvido muita gente falar sobre a escassez de medalhas, motivo de chacota até. Não vejo por esse lado. Ter 4 medalhas de bronze é mehlro do que nada. Principalmente quando se trata de um país que não se respeita, muito menos respeita seus atletas. Tem gente que até ri quando digo que sempre tento ver o lado positivo em tudo, mas até mesmo na "desgraça" da falta de medalhas é possível ver o lado bom. O simples fato de subir ao pódio já é uma vitória. Alcançar lugares nunca antes freqüentados por atletas brasileiros, ver novos nomes surgindo, tudo isso gera boas expectativas. Claro que nada disso irá se confirmar se nossos governantes não começarem a encarar o esporte com outros olhos, com mais profissionalismo. Agora mesmo, enquanto preparo este post, o número 212 da história deste blog, estou na contagem regressiva para acompanhar a passagem meteórica do Cesar Cielo pelo Cubo D'água. Ainda que meu palpite não se confirme (medalha de ouro e recorde mundial) já estarei satisfeito por saber que a natação brasileira tem um novo Xuxa, um novo Gustavo Borges, um novo Ricardo Prado (desse só os mais antigos lembram). A juventude e o talento de Cielo nos faz acreditar que podemos ser mais, mesmo que ainda tenhamos que esperar mais 4 anos. Com algumas mudanças drásticas muitos de nossos sonhos se tornarão realidade.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

O GreNal 371

Vi que o Mezommo e o Lain investiram no tema, então vou deixar minha opinião sobre o GreNal 371. Acompanhei o jogo atentamente pois atuei como repórter na transmissão da Viva News, que se deu em Serviço Especial (a gente fica no estúdio, vendo o jogo e transmitindo a partir das imagens). Já vinha antecipando nas oportunidades que tinha minha péssima expectativa diante de um clássico cuja importância foi minimizada pelas diretorias. Mas nem vou entrar nesse mérito. Prefiro julgar o que vi, e o que vi me deixou frustrado. Duas equipes sem nada de bom pra apresentar além de uma ou duas estréias que se não fossem tão anunciadas teriam passado despercebidas. Foi um dos piores clássicos que já assisti - e olha que já vi muitos -. Sem graça, sem sal, sem qualidade, uma bagaça total. Menos mal que no jogo de volta no Olímpico o Inter vai ter que sair pro jogo e isso pelo menos gera a expectativa de um pouco mais de emoção.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Ah, o espírito olímpico...

Incrível como um evento pode nos fazer esquecer uma série de coisas. A Olimpíada é um desses eventos mágicos. Nos faz inclusive esquecer que somos um país pobre e despreparado e querer sediar os jogos em 2016, como deseja nosso Presidente. Mas nem quero entrar nesse mérito. O “encanto olímpico” que abordo aqui é aquele que nos torna mais próximos dos atletas, que nos faz vibrar e ficar apreensivos quando nossos representantes estão lá, sonhando com o hino nacional e o ponto mais alto do pódio. Ontem, por exemplo, aguentei até perto da uma da manhã, sacrificando meu sono depois de um dia de trabalho acima da média, para ver as "meninas do Brasil", as pequenas da ginástica. Vale tudo para presenciar um momento histórico, mesmo que ele não venha. A frustração de não estar no pódio é substituída pelo consolo de que “nossos brasileiros” fazem parte de um seleto grupo. Um grupo que nos emociona e nos faz sentir orgulho de ser brasileiro. Mesmo a turma da Jade, Daiane e Cia tendo ficado em 8º lugar, não chegou a ser frustrante. Só de pensar que o Brasil apenas engatinha no esporte enquanto EUA, China, Romênia e Rússia são "top" há décadas. A torcida continua, não só por medalhas, mas por momentos inesquecíveis que certamente virão.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

De dia... fez-se a noite

Não é a primeira vez que isso acontece, nem vai ser a última, certamente. Saí pra comprar um paliativo pra garganta "ferrada" e na volta, ao sair do shopping, me deparei com uma escuridão impressionante, que antecipava a chuva forte que estava por chegar - e chegou -. Numa hora dessas celular não serve pra nada (pelo menos pra tirar foto com qualidade não né!?). Puxei-o do bolso e liguei pra Ieda (primeira dama e fotógrafa de mão cheia), encomendando uma foto do momento que durou usn 15 minutos, no máximo. Aí está a foto. Faltavam uns 20 minutos pras 10 da manhã do dia 12 de agosto... e Bento estava assim.

domingo, 10 de agosto de 2008

Vitória animadora

Em seu segundo jogo pelas Olimpíadas de Pequim a seleção brasileira mostrou um futebol mais condizente com sua realidade. Nem tanto pelo resultado, mas pela qualidade do futebol apresentado. Destaques individuais como Ronaldinho, Lucas, Marcelo, Anderson e Pato, somaram-se ao bom trabalho coletivo, sinal do entrosamento que deve crescer a cada dia de treino, a cada partida jogada. O mais importante nessa história toda é que a seleção canarinho está adquirindo muito mais que ritmo de jogo, está ganhando a confiança necessária para vencer todos os adversários de forma natural, afinal de contas, temos os melhores jogadores e o melhor futebol do mundo. Pelo menos na teoria. A Olimpíada está aí para que esta nova geração prove seu valor, mostre que figuras como Gilberto Silva, Gilberto, Ronaldo, Adriano e tantos outros já são dispensáveis. Essa confiança que hoje sei que a seleção ganha jogo a jogo também passa para os milhões de brasileiros que como eu amam o futebol. Se para os jogadores e a comissão técnica confiança é tudo, imagine só para nós torcedores, que mesmo nas horas mais difíceis acreditamos que é possível bater qualquer adversário!? Não estou dizendo que a medalha já veio, pelo contrário, continuo com um é atrás porque sei que a qualquer momento o Dunga pode ter uma crise de "volantismo" e colocar tudo a perder. O que pretendo afirmar neste post é que minha confiança está maior e isso me permite, como todo brasileiro que gosta do futebol deve estar fazendo agora, sonhar com a inédita medalha.

Foto: Alexandre Battibugli

Pra se divertir

A partir de hoje, esporadicamente vou oferecer aos visitantes a posibilidade de fazer alguns downloads interessantes, coisa que venho fazendo direto de uns tempos pra cá. Depois desta descoberta meu arquivo de discografias cresceu consideravelmente. E não é só discografia, tem revistas, fotos, vídeos, um monte de coisas legais que passarei a compartilhar com os amigos. Hoje, na estréia desta nova ferramenta do blog, possibilito a vocês o download da edição mais recente da revista "MUNDO ESTRANHO", recém chegada às bancas. Pra baixar é simples. Basta clicar em DOWNLOAD, escolher o caminho (Rapishare, Easyshre... eu uso o rapidshare, preferencialmente. Basta clicar no ícone e em seguida escolher a opção FREE USER abaixo do "velocímetro da esquerda). Daí pra frente é torcer pra sua conexão ser das boas e bom download. Os arquivos vêm zipados e para tanto é preciso ter um descompactador, mas essa parte deixo pra vocês...

Central Expert

Servidor: EasyShare/RapidShare/BitRoad
Gênero: Curiosidades
Edição: Agosto de 2008
Tamanho: 14,9 MB
Formato: Rar/Pdf
Idioma: Português

EasyShare RapidShare BitRoad

sábado, 9 de agosto de 2008

Irresistível Grêmio!

Há pouco o Grêmio encaminhou mais uma vitória, mais uma goleada fora de casa e garantiu a conquista simbólica do primeiro turno do Brasileirão. Se restava alguma dúvida sobre o favoritismo tricolor, aos poucos a chance de o time do Celso Roth ser campeão crescem. Não estou dizendo aqui que o Grêmio vai ser campeão, mas com a confiança que vem se adquirindo, isso fica mais próximo. A campanha histórica, o número de gols marcados fora de casa por um time considerado "retrancado", tudo isso tem a capacidade de gerar no torcedor a empolgação e fazê-lo sentir o "cheirinho de título" que há muito o torcedor tricolor não sentia. O título pode até não vir, mas o momento tricolor é mesmo irresistível.

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Se torcida ganhasse jogo!!!

O Internacional deu ontem à noite uma prova concreta de que torcida não ganha jogo. Com toda a nação colorada a seu favor e o reforço de milhares de gremistas que secavam o Cruzeiro - e vejam bem, não disse que torciam para o Colorado - o time do Tite conseguiu manter a rotina de derrotas longe de casa e de instabilidade. Duas vitórias seguidas deixariam o Inter beirando a zona da Libertadores. Mas isso tá difícil de acontecer. Nem mesmo quando os adversários são freqüentadores assíduos da zona do rebaixamento o time da baira do Guaíba consegue deslanchar. Enfrentou três na seqüência e só venceu uma, contra o desesperado Fluminense. Nem Ipatinga, nem Santos no Beira-Rio, nada. Os reforços recém chegados precisam entrar em campo logo e dar resultado, o que, convenhamos, é improvável. Com um time entrosado, com qualidade e campeão gaúcho de forma extraordinária não deu certo, imaginem agora que um novo time deve entrar em campo. Renan que volta, Bolívar, Álvaro, Gustavo, Rosinei, Daniel Carvalho, D'Alessandro... No papel um espetáculo, na prática pode até significar o fim da era Tite. Grandes investimentos geram grandes cobranças por bons resultados. Se eles não vêm... cai o treinador. Pelo menos no Brasil é assim.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Não te achica, Bento Vôlei

Trago hoje aqui uma preocupação que dividimos na redação da Viva News. Desde a última segunda-feira, quando o Bento Vôlei se apresentou para a nova temporada, temos nos questionado onde o time quer chegar e onde ele realmente é capaz de chegar. Conversando com o André Tajes, que esteve na abertura oficial da pré-temporada, chegou à conclusão (e concordamos) que está se depositando muita responsabilidade sobre o Alex Lenz. Mais experiente, rodado e de reconhecido e elevado nível técnico, Alex está sendo colocado como "o cara". Nada demais, afinal de contas se ele tem potencial pra isso e aceita a responsabilidade, sem problema. O que não pode é ele ser crucificado depois pela falta de qualidade dos demais. Até acho que o grupo deste ano destoa do anterior, pra melhor, claro. O nível técnico do grupo contratado é bem mais elevado, porém acho que é necessário mexer um pouco nisso e dividir logo de cara essa responsabilidade. Nada de "carregador de piano mais 11" como escreveu o André em seu blog (o link tá logo ali embaixo, nas indicações). É preciso que todos tenham a mesma reponsabilidade e a chamem para si em cada ponto de cada jogo. Temos bons nomes nesse grupo, jovens apostas - mantendo a tradição de revelar talentos do Bento -, mas temos também um Tiago Araújo, que na minha modesta opinião teve um rendimento pra lá de insatisfatório na temporada passada. Se ele ficou porque acharam que o desempenho foi satisfatório, é uma prerrogativa que cabe à direção e comissão técnica. Se a permanência está ligada à falta de propostas, o que acho mais provável, então que ele seja uma opção para quando a partida estiver ganha. O meu recado para o time é esse aí do título. Nada de brigar pra estar entre os "mais ou menos". Não te achica, Bento Vôlei! Vamo pra cima deles e classificar entre os melhores...

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Terça-feira, já!?

Que loucura, hoje já é terça-feira, o dia já é 5 de agosto e a correria, cada vez mais nos faz perceber menos a passagem das horas, dos dias, dos meses, do tempo de uma forma geral. Sinceramente, espero que daqui uma década ou duas eu possa olhar pra trás e dizer: "ainda bem que aproveitei a vida como deveria". Digo isso porque as vezes acho que merecemos um pouco mais de tempo pra nós mesmos. O passear com os dogs pela praça, uma volta no shopping parando para olhar as vitrines, conhecer a cidade e a bela Serra Gaúcha... sei lá, as vezes bate uma espécie de nostalgia inrustida que faz tirar uns minutos do dia corrido para pensar. Mas, como diz o ditado, quem pensa não casa... Então vou procurar aproveitar meu tempo, meus dias e horas tão preciosos sem pensar muito. Deixar a vida rolar pra ver o que acontece logo ali adiante. Tenho certeza que muita gente não entendeu nada e deve estar se perguntando as razões de eu estar escrevendo tudo isso. Nem mesmo eu sei, só sei que fui seguindo meu raciocínio e meus instintos.

Nesse post também aproveito pra parabenizar o André Tajes, parceiro, colega - e acima de tudo amigo de fé - pelo retorno ao mundo dos blogs, este fascinante mundo virtual que movimenta bilhões de pessoas todos os dias e acaba nos ligando de alguma forma. O blog do cara tá ali na lista de recomendações e vale uma olhada com carinho. Abração a todos e o desejo que aproveitem seu tempo ao máximo.

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Na lida...

Pois é, de volta depois de uma ausência durante o final de semana. Compromissos profissionais e aquela famosa preguiça de fim de semana me impediram de estar aqui. Mas, como isso interessa muito pouco, deixa eu fazer alguns registros importantes. O primeiro deles virou notícia durante meu plantão de final de semana na Viva News. Um motoqueiro alcoolizado foi pego pela Brigada Militar. Tô falando sério! O cara tomou todas e ainda saiu de moto, dando bobeira no Cidade Alta. Acabou na delegacia. Pior que isso, o cúmulo da inconseqüência deste rapaz foi não ter dinheiro para arcar com as conseqüências, neste caso pagar a multa de 600 reais. No final da história o moço teve a oportunidade de conhecer as acomodações do Presídio Estadual em período de greve. Que fase!

Também no final de semana o futebol deu alegria a azuis e vermelhos. O Inter voltou a vencer fora depois de (nem lembro mais quanto tempo...). Empurrou o Fluminense ladeira abaixo e deu uma respirada. Três derrotas seguidas complicariam a vida do colorado. Agora, com a chegada dos reforços, a tendência é que o time da beira do Guaíba deslanche de uma vez por todas. A tendência é essa... Pelos lados da Azenha é só alegria. Quatro rodadas na ponta da tabela, vitórias convincentes dentro e fora de casa, assim é o Grêmio do Brasileirão. Um time que não depende de um jogador apenas. Ser coletivo é mais interessante, e dá mais resultado com certeza.

Por fim, e muito importante em se tratando de esporte local, o Bento Vôlei confirmou que vai para a Superliga 2008/2009. A batalha por patrocinadores foi árdua, mas venceu a decisão pela continuidade. Esta será a 11ª disputa consecutiva do representante de Bento Gonçalves no cenário nacional. A direção sabe o quanto ficar de fora pode siginificar negativamente. Se problemas financeiros fossem colocados em primeiro plano o time de vôlei fecharia as portas. Manter uma estrutura disputando uma competição nacional requer muito trabalho, dedicação e caixa forte. De mais a mais, se todos os clubes que têm dívidas fossem ficar parados, não teríamos mais competições por esse Brasilzão afora.

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

A criatividade...

A criatividade é algo incrível. Para quem, como eu, sempre está navegando por aí em busca de informações interessantes, curiosas e principalmente criativas, deve ter se fartado com a montagem publicada hoje cedo pelo Blog do Corneta, do ClicRBS, com o criativo título de "Steve Wonder é Tricolor". "Não vejo ninguém na minha frente" é fantástico. E viva à criatividade!!!