A Casa da Música Boa - Clique e Ouça!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Santiago 133 anos: muito a comemorar e sobre as comemorações


Nossa Santiago completa hoje 133 anos. Momento para reflexões, mas, principalmente, para comemorações. Entendo que a cidade chega a esta data em grande estilo, como disse no vídeo postado no Instagram alguns minutos atrás. É uma cidade bonita, bem cuidada, boa de se viver e que conta com um povo hospitaleiro. Temos problemas? Sim, temos. Muitos eu diria. Mas no geral ainda somos uma cidade com muito mais prós que contras. Por isso entendo que temos sim, milhares de motivos para comemorar.

O novo ano traz novidades. Não necessariamente mudanças, já que apesar da troca de comando, a cidade segue governada pelo Partido Progressista que, diga-se de passagem, tem seus méritos em ter vencido mais uma eleição. Por esse ou aquele motivo ele segue à frente da cidade. Se por competência sua na hora de colher votos ou se por incompetência da oposição, isso é assunto que deixo para vocês avaliarem.

Numa próxima postagem prometo que farei uma avaliação sobre as primeiras ações e escolhas do prefeito Tiago nestes primeiros dias de governo, pois isso requer um pouco mais de espaço e não acredito que vocês estejam com esse tempo pra ficar lendo num feriado.



Hoje só passei mesmo para registrar o aniversário da cidade, prestar minha homenagem e, claro, fazer um breve comentário sobre a festa de aniversário, cuja notícia sobre mudanças tivemos a oportunidade de antecipar aqui. Entendo que do ponto de vista econômico foi sim a melhor decisão. A redução de custos é gigantesca, principalmente com a escolha do espaço junto ao Ginasião para o evento. A contratação de banheiros químicos, de câmeras de segurança e até uma segurança mais reforçada e até mesmo dos famosos fogos que vêm lá do tempo do Chicão e custam uma boa grana pesariam e certamente seriam motivo para críticas e cobranças, assim como esta festa mais enxuta também é. Mas afinal de contas, quem consegue contentar a todos?

Minha única crítica aqui - e sei que não é só minha - é sobre a ausência dos nossos "pratas da casa" no evento. Pelo menos em termos de divulgação, não ouvi falar em nomes locais se apresentando. É uma opção, ok! Mas por que não aproveitar melhor nossos talentos? Quem sabe ano que vem esse item ganha uma atenção especial dos nossos dirigentes.

Outra reclamação geral que ouço desde o dia que foram anunciadas as mudanças na festa é a escolha da banda. A mesma dos últimos sei lá quantos anos. Outro item que pode ser analisado com carinho pelos idealizadores da festa. Não? Se estamos pensando em reduzir custos - ainda que por ser um dia de semana torne o show da Top Banda mais barato - por que não optar por outras banda? Além de termos a possibilidade de baratear ainda mais a festa, também daríamos oportunidade a outros artistas de participar da nossa festa.

Então era isso! Ótimo feriado para quem está desfrutando dele, ótima festa para quem vai fazê-la e que possamos fazer juntos, no dia a dia, uma Santiago cada vez mais feliz e melhor de se viver.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: