A Casa da Música Boa - Clique e Ouça!

segunda-feira, 15 de maio de 2017

SER Santiago vence, se isola na liderança, mas perde Pablo por pelo menos 60 dias

Equipe estreou novo uniforme na vitória sobre a UFSM.
Foto: Daniel Pahim Teixeira

A SER Santiago venceu o duelo pela liderança do grupo 1 da Série Bronze e se isolou na ponta de cima da tabela após vencer a UFSM por 5 a 2 no último sábado. A noite do Azulão só não foi melhor porque o ala Pablo sofreu uma fratura no pé e desfalcará a equipe por pelo menos 60 dias.

O jogo
Como já se esperava, o duelo que levou mais de 300 pessoas ao Ginasião começou equilibrado e com os donos da casa encontrando dificuldades para furar a defesa do visitante. Não bastasse isso, o jogo ficou paralisado por cerca de 30 minutos enquanto a ambulância se deslocava com o jogador Marcelinho, da UFSM, que sentiu uma lesão no joelho. Sem os médicos no ginásio, o jogo não poderia seguir. A partida estava empatada em 0 a 0 e a SERSAN havia perdido Igor, expulso.

Retomado o jogo a equipe santiaguense tomou a iniciativa, apostou mais em jogadas individuais e o resultado não demorou a aparecer. Depois de uma tentativa frustrada, Japa recebeu lateral de Pablo e chutou cruzado, rasteiro, para abrir o placar. Antes do intervalo, já mais tranquilo com a vantagem, a SER ampliou em um belo chute do artilheiro Pablo. Da intermediária ele acertou o ângulo do goleiro Roque para comemorar seu oitavo gol na competição.

Na segunda etapa a UFSM voltou melhor e logo no primeiro minuto descontou com Jonatan. Mas daí em diante só deu SER Santiago, que marcou com Diógenes, Daisson e novamente Diógenes para encaminhar a vitória. Nem o segundo gol da UFSM, marcado no final por Baldiatti, diminuiu a alegria do torcedor com a ótima vitória sobre um adversário direto.

ASSISTA AO JOGO TRANSMITIDO AO VIVO

Artilheiro Pablo fora
Autor de oito gols na Série Bronze, o artilheiro da SER Santiago terá que acompanhar os jogos do lado de fora por pelo menos 60 dias. Pouco antes do jogo terminar o ala Pablo sentiu uma forte dor no pé e deixou a quadra antes do apito final. Mais tarde exames constataram uma fratura que o fará usar gesso por cerca de 40 dias. Em seguida ele inicia um período de fisioterapia para tentar voltar ainda durante a primeira fase.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: